Durante entrega de veículos para o setor primário, governador anuncia PAC do Produtor Rural

O governador David Almeida anunciou, na manhã desta segunda-feira (11), que vai criar o posto de Pronto Atendimento ao Produtor Rural (PAP), uma espécie de PAC do Produtor. O anúncio foi feito, na sede do Sistema Sepror, no bairro Japiim, durante a entrega de 121 veículos que servirão para fomentar atividades no setor primário.

Conforme David Almeida, o novo posto funcionará no no prédio que abriga os órgãos do Sistema Sepror –Idam, ADAF, Sepa e ADS – que, de acordo com ele, será estruturado.

O governador David Almeida afirmou que o posto de atendimento ao produtor rural, segue o modelo do já conhecido serviço de Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) oferecido na capital e em alguns municípios. O objetivo, de acordo com David, é que o produtor rural acesse diversos serviços em um único local.

“Nós vamos criar neste prédio da Sepror o PAC do produtor rural, da produção. No mesmo local você vai resolver problemas do Ipaam (proteção ambiental), da ADAF (defesa agropecuária e florestal), do Idam (desenvolvimento agropecuário e florestal), da ADS (desenvolvimento sustentável) e da Sepror (produção rural). Tudo isso reunido neste prédio que abriga o Sistema Sepror. Dessa forma, vamos facilitar a vida do produtor rural e daqueles que atuam neste setor e que muitas vezes não conhecem a capital, mas que aqui precisam resolver demandas destinadas a sua produção, a sua área”, explicou.

O antigo prédio da Ulbra, no Japiim, passou a abrigar o Sistema Sepror desde abril deste ano. No mesmo local, estão a Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), o Idam, a Secretaria Executiva de Pesca (Sepa) e a Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (ADAF). A Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) também funcionará no mesmo prédio.

Com o PAP, o produtor rural vai poder emitir, por exemplo, Guias de Trânsito Animal (GTA), licenças ambientais e documentos destinados a execução de serviços dentro do setor. A ideia é que no mesmo local o produtor possa emitir a documentação, realizar o pagamento e, ainda, receber orientação de como ter acesso aos programas destinados para o fomento da produção rural no Estado.

Ao setor primário foram entregues triciclos e automóveis destinados a 28 municípios do Amazonas para serem utilizados no fomento à agricultura familiar de alta potencialidade e pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Florestal e Sustentável do Amazonas (Idam) nas atividades realizadas pelos técnicos e extensionistas rurais que atendem aos produtores locais.

Do total, 94 veículos são do tipo triciclo, adquiridos através de emenda parlamentar do Deputado Estadual Belarmino Lins, e 27 do tipo passeio, adquiridos pelo Idam em um convênio com a Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), órgão do Governo Federal.

Escoamento da produção

Para o prefeito de Lábrea, Gean Barros, que será beneficiado com três triciclos, os veículos chegam para fomentar a produção de farinha no município. “Esses veículos vão ajudar nas comunidades em que a base é a agricultura familiar. Eles serão fundamentais para ajudar no escoamento dessa produção. Só tenho a agradecer ao Governo do Estado que vem nos auxiliando e nos dando essa oportunidade de facilitar a vida do produtor rural”, destacou. Além do prefeito de Lábrea, outros 17 municípios estavam representandos no evento.

Os municípios que irão receber os veículos serão definidos pelo Idam. Já os municípios a serem beneficiados com os triciclos são: Carauari(7), Tonantins(7), Envira(7), Benjamin Constant(6), Caapiranga(4), Ipixuna(4), Jutaí(4), Fonte Boa(4), São Paulo de Olivença(4), Barreirinha(4), Itamarati(4), Lábrea(3), Maués(3), Uarini(3), Manaquiri(3), Itapiranga(3), Coari(2),Tabatinga(2),Tefé(2), Amaturá(2), Anamã(2), Rio Preto da Eva(2), Apuí(2), Pauini(2), Nova Olinda do Norte(2), Canutama(2), Humaitá(2) e Manicoré(2).

Os veículos, segundo o governador David Almeida, vão ajudar no escoamento da produção das famílias e na estruturação do Idam ao levar até os produtores os extensionistas que ajudam no aperfeiçoamento do trabalho dos produtores em campo.