Durante visita ao Hospital João Lúcio, Wilker constata falta de anestesia

Divulgação.

Após denunciar o cancelamento de pregões pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam), o deputado estadual Wilker Barreto (PHS) foi verificar as condições de atendimento do Hospital e Pronto Socorro João Lúcio, na zona Leste, e constatou a falta de estoque de anestesia.

“A urgência e emergência só tem anestesia para mais sete ou oito atendimentos, até hoje pela manhã. Se acontecer uma tragédia e precisar fazer grandes atendimentos não terá anestésico. Isso é muito preocupante. Vim aqui (no hospital) na condição de deputado, para fiscalizar, e vou continuar fiscalizando”, disse Barreto. A visita foi acompanhada pelo deputado estadual Dr. Gomes (PRP).

Como membro da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o parlamentar fez um apelo ao governador Wilson Lima (PSC) para que reabasteça com urgência o estoque de anestesia e prometeu ir à Central de Medicamento do Amazonas (CEMA) para fiscalizar o estoque que atende os hospitais do Estado.

“A situação é muito preocupante, e não falo nem nos corredores abarrotados, também não posso cobrar do governador que resolva da noite para o dia, mas faço um apelo a ele (governador Wilson Lima) para que reabasteça o João Lúcio com urgência. É uma situação crítica. Vou à Cema e quero ver qual o estado do estoque de medicamento. Isso não é brincadeira, estamos falando de vidas que podem perdidas”, afirmou Wilker Barreto.

O deputado foi, ainda, no Hospital Platão Araújo, também na zona Leste, e constatou um cenário semelhante ao do Hospital João Lúcio. “A equipe do Platão (Araújo) é de guerreiros. Eles até tentam fazer o atendimento na base do esforço, mas é evidente que lhes faltam condições”.

Com informações da assessoria do parlamentar.