‘É imprudência do governador’, diz Arthur Neto sobre Wilson Lima ter violado o limite máximo de gastos com pessoal

Arthur Neto aproveitou ainda para relembrar que o respeito à LRF sempre foi uma das marcas da sua gestão

Arthur Neto fez os comentários no Twitter – Foto: Divulgação / Assessoria

O ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, utilizou o Twitter para fazer duras críticas ao governador do Amazonas, Wilson Lima, nesta quarta-feira (27). O atual candidato nas prévias do PSDB à Presidência da República disse que o gestor estadual foi imprudente ao ultrapassar o limite máximo de gastos com pessoal, ao anunciar os reajustes salariais de data-base dos servidores, ignorando a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

“Ultrapassar o limite de gasto com pessoal significa não ter crédito, o rating de risco fica muito elevado e perde-se o valor aos olhos de investidores. É uma imprudência do governador, que já é réu no STJ, principalmente ao considerar que há duas faixas de alerta, de 44% e 46%”, destacou Arthur em uma das postagens.

O tucano citou o deputado Serafim Corrêa (PSB), que durante discurso na manhã desta quarta-feira, na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), apontou preocupação com a situação financeira do Estado. Serafim, que é economista e auditor fiscal, alertou que a despesa total com pessoal atingiu a marca de 50,06% (R$ 8,9 bilhões no 2º quadrimestre), quando o limite máximo é de 49%.

Arthur Neto aproveitou ainda para relembrar que o respeito à LRF sempre foi uma das marcas da sua gestão.

“Para mim, a Lei de Responsabilidade Fiscal sempre foi algo sagrado. Em nossa gestão, tudo foi muito calculado. Mesmo concedendo datas-bases acima da inflação, nunca ultrapassamos nenhuma determinação da LRF e isso me deixa tranquilo. Foi um dever cumprido com muita prudência”