E por falar em omissão, cadê o defensor público e vice-governador Carlos Almeida?

Pedro França/Agência Senado

Vou repetir uma pergunta que mais de uma pessoa me fez nos últimos meses e euzinha não tive resposta: por onde anda o vice-governador e, não por acaso, defensor público Carlos Almeida? Ninguém sabe ninguém viu e olha que o Radar buscou informações, desde fontes oficiais até jornalistas com livre trânsito nas hostes governistas, ou ainda com pessoas muito próximas de quem está no Poder estadual, ou seja, com todo mundo e por todo lugar.

Mas, nadica de nada de alguém dar alguma informação sobre por onde anda o vice-governador Carlos Almeida. E, se o Radar não conseguiu encontrar por onde o vice-governador anda, desistiu totalmente de captar o que ele anda fazendo – pelo visto nada!

Ele não tem dado as caras nem mesmo pra fazer a gente lembrar, nem que seja por alguns instantes, do atuante defensor público que era. Carlos Almeida pode até ter sido chamado de encrenqueiro, mas nunca de omisso.

Mas, desta vez, o vice que há muito tempo vive às turras com o governador, não deu as caras sequer pra bater de frente com Wilson Lima quando este deixou o povo morrer sem oxigênio. Isso ficou por conta de muitos outros defensores públicos que estão salvando dezenas de cidadãos da morte com ações na Justiça, obrigando o governo do Estado a garantir um direito constitucional que nem deveria precisar de judicialização pra ser garantido, o da saúde pública.

E se a gente já vem enfrentando decepções gigantescas, foi apenas mais uma, ver o reaparecimento do defensor público e vice-governador Carlos Almeida apenas como um personagem na história da nomeação pelo prefeito David Almeida, de sua mulher Tarciana Marques Evangelista Almeida, como diretora da Casa Civil da Prefeitura de Manaus, apenas a garantia de mais um salário na família, enquanto meu povo não tem sequer direito à vida.