Edital de Credenciamento do Fundo Manaus Solidária ‘bate recorde’ de inscritos

Fotos: Karla Vieira / Manaus Solidária

O primeiro Edital de Credenciamento do Fundo Manaus Solidária contou com a participação de 68 organizações sociais que possuem atividades com relevante interesse público e social em Manaus. As inscrições para o edital da secretaria começaram no dia 6 de junho e terminaram nessa segunda-feira (25). O resultado final, das instituições habilitadas, será divulgado no dia 20 de julho.

Finalizados os prazos estabelecidos no edital será realizado, de forma inédita, um workshop para que as organizações sociais recebam assessoria jurídica e contábil, bem como outras orientações necessárias para a formatação dos projetos que serão submetidos ao Edital de Fomento. Este edital, o de fomento, será lançado pelo Manaus Solidária no segundo semestre deste ano.

Conforme a presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro o mapeamento das organizações é fundamental para que se possa cumprir um dos pré-requisitos mais importantes e que foram fundamentais para a criação do Manaus Solidária, o de conhecer ações que contribuem para minorar dificuldades, promovem o bem e auxiliam pessoas em situação de doença ou vulnerabilidade social. Para Elisabeth, a quantidade de inscritos é uma demonstração de confiança na proposta do Fundo Manaus Solidária.

“Meu sentimento é de felicidade e gratidão pela história que começamos a escrever. Felicidade pela confiança e gratidão a todos, mas de modo especial ao prefeito Arthur Virgílio Neto, que pensou esse trabalho e me deu a oportunidade de expandir o trabalho nas causas sociais, algo que sempre me tocou profundamente. Nossa projeção inicial era de 20 instituições participantes e hoje (ontem), quando encerrou o horário estabelecido, e chegamos ao número de 68 organizações, o sentimento foi de dever cumprido. É o início de um trabalho muito transparente”, afirmou.

Orientação

O edital é uma forma de preparar as organizações sociais para buscarem formas de fomento em todas as esferas de governo. Além das instituições já formalizadas, o Fundo Manaus Solidária irá orientar as organizações que ainda não possuem documentação constituída para que possam se regulamentar e, assim buscar recursos para manter suas atividades.

Segundo Elisabeth Valeiko, todas as organizações sociais que atuam como “braços dos poderes públicos” são importantes para que mais pessoas sejam assistidas em suas necessidades e o Edital de Credenciamento quer oportunizar que grupos de pessoas também possam se regularizar e, assim tenham condições de ajudar mais e melhor àqueles que por falta de conhecimento ou orientação não sabem a quem recorrer nos momentos de dificuldade.

“Todas as organizações são importantes para nós e todas têm o mesmo valor, uma vez que comungam do objetivo de ajudar e auxiliar a quem precisa. Mas algumas, sobretudo, as menores sofrem por não terem documentos exigidos nos editais de fomento e nós, do Manaus Solidária, queremos dar oportunidades para essas também. Essa é uma orientação do prefeito Arthur Neto, ampliar o acesso e colocar em igualdade de concorrência as organizações. É importante que seja feita essa democratização”, afirmou.