Eduardo diz que será apresentado um Decreto Legislativo para sustar resolução de Bolsonaro que fere de morte polo de bicicletas (ver vídeo)

O senador Eduardo Braga (MDB/AM) anunciou, nesta quinta-feira (18), que será apresentado um projeto de Decreto Legislativo para suspender os efeitos da decisão do Governo Federal de reduzir, a partir de 1º de março, a alíquota do imposto de importação de bicicletas. “Lamentavelmente em plena pandemia quando o Amazonas chora a morte de mais de 10 mil amazonenses, saiu no Diário Oficial da União (DOU), uma resolução que prejudica as fábricas de bicicleta da Zona Franca de Manaus (ZFM) (…) Já estamos trabalhando na elaboração de um Decreto Legislativo que visa sustar esta resolução”, explica o senador.

Publicada no Diário Oficial da União (DOU), nesta quinta, a resolução do Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), vinculada ao Ministério da Economia, determina a redução gradual da alíquota: de 35% para 30% em março, 25% em julho e 20% em dezembro.

Eduardo conta ainda que está sendo feita uma articulação junto às bancadas de outros regiões do País, como do Nordeste, por exemplo, onde também há fabricas de bicicletas e que também serão prejudicadas pela competição desigual dos produtos chineses. “Passaremos a ser invadidos por bicicletas produzidas na China, gerando empregos na China e desempregando brasileiros justamente num momento em que o Brasil precisa gerar emprego e renda para garantir a sobrevivência do nosso povo”, completou.

Ainda no vídeo, o parlamentar lamentou que a iniciativa do Governo Federal seja tomada justamente “num momento em que o Amazonas vive um caos na saúde pública em função da incompetência e da incapacidade do Governo do Estado em resolver questões básicas”, observou.

Com informações da assessoria de imprensa do senador