Ela vai rebolar bem na sua cara, mas beber água, nem morta!

A cantora Anitta vai estar na Festa dos Visitantes 2019 no município de Parintins, que será realizada no próximo dia 27 de junho. A notícia, que tomou conta do noticiário local, está causando o maior rebuliço. O motivo pra tanto bafafá não é bem a presença de Anitta na terra do boi-bumbá, mas sim o preço do cachê que é mais que o dobro do que é cobrado por Anitta no resto do País.  Como diz a música de Anitta – Na sua cara –  ela vai rebolar na cara dos Parintinenses por meio milhão de reais – em outros Estados do País ela ganha em média duzentos mil reais.

Como euzinha já disse anteriormente, quando falta dinheiro pra gordos cachês em outros estados do País, os astros nacionais vêm pra cá pro interior do Amazonas onde parece que está sobrando dinheiro. Porém, se o prefeito de Parintins, Bi Garcia, tem dinheiro pra gastar com a “Paradinha” de Anitta ainda não teve pra resolver o problema da água contaminada que é distribuída pro povo da cidade que ele administra.

Como contou o Radar, no final de 2017, na matéria intitulada “População do interior do Amazonas está consumindo água contaminada”, o Departamento de Auditoria Ambiental do Tribunal de Contas do Estado (TCE) divulgou o resultado de uma fiscalização onde foi constatado que em 17 municípios, entre eles Parintins, os sistemas públicos de abastecimento apresentaram uma série de irregularidades desde a captação da água até o processo de distribuição da água.

“Graves problemas foram detectados como deficiência no tratamento de água para consumo humano e contaminação de águas distribuídas pela rede oficial de abastecimento”, apontou a fiscalização.

Manifestação do Ministério Público do Estado (MPE-AM) ao tomar conhecimento do cachê que será pago para a cantora Anitta com dinheiro dos cofres públicos, deixa claro que a água de Parintins continua contaminando o povo daquela cidade.

“A prefeitura gastará em uma noite um valor superior ao cachê que a cantora recebe, valor que poderia ser usado, por exemplo, pra resolver o problema da contaminação da água em Parintins”, disse a promotora de Justiça de Parintins, Lilian Nara Pinheiro de Almeida. O preço do cachê de Anitta supera a arrecadação mensal do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE Parintin)

E será que depois de tanto rebolar na cara dos Parintinenses Anitta aceitava um copo com água que é consumida pela população local. Isso nem morta, meu povo! Logicamente, que uma das exigências da cantora é ter muita água mineral para seu consumo, tanto no camarim como fora dele.