Em fim de Governo e mesmo no vermelho, Amazonastur vai bancar com R$ 5,3 milhões ONG para fazer réveillon no interior

Presidente da Associação de Desenvolvimento Sócio Cultural Toy Badé e presidente da Amazonastur Orsine Júnior

No apagar das luzes do Governo de Amazonino Mendes e mesmo com o Estado com um déficit de R$ 1,5 bilhão, segundo dados apontados pelo governador eleito, Wilson Lima, o presidente da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Orsine Oliveira, decidiu bancar com R$ 5,3 milhões uma ONG, a Associação de Desenvolvimento Sócio Cultural Toy Badé – vocês já tinham ouvido falar dessa associação? Pq euzinha não! – para, conforme a Amazonastur, realizar festas de réveillon em 12 municípios no interior do Estado. (veja o documento no fim do texto)

Causa estranheza o apoio financeiro não ser direcionado às prefeituras, mas sim a uma associação criada em 2010, e que tem como responsável Jonathan Azevedo de Souza.

De acordo com dados do Portal da Transparência, o valor total do convênio é de R$ 5,9 milhões – leia-se: quase R$ 6 milhões -, mas diz a Amazonastur que Associação receberá R$ 5.372.410,00 e o restante, cerca de R$ 540 mil, deverá ser arcado pela própria entidade. (veja nota de empenho no fim do texto)

Os valores foram transferidos pelo presidente da Amazonastur, Orsine Oliveira, diretamente para a Associação, sem licitação, via convênio nº 090/2018, firmado no dia 7 deste mês, e devem ser destinados as festas realizadas pela associação nos municípios de Autazes, Barcelos, Carauari, Careiro Castanho, Coari, Guajará, Novo Aripuanã, Rio Preto da Eva, Santa Isabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Urucurituba.

Nas redes sociais, a Associação classificou o convênio como “fruto de um trabalho sério” e disse que “é um desafio que iremos dar contas, realizar com todo cuidado e transparência e prestar contas no tempo e no momento estabelecido por lei”. (veja a publicação no fim do texto)

“Uma prova de que o Povo Tradicional de Terreiro de Matriz Africana do Amazonas está cada vez mais evoluindo no campo das realizações culturais e sociais”, diz a Associação.

Tradicionalmente a Associação participa das festividades de réveillon na Ponta Negra, com apoio da Prefeitura de Manaus, mas, ao que se sabe, é a primeira vez que recebe milhões para “apoiar financeiramente” as festividades no interior do Estado. E os porquês para a Amazonastur fazer um gasto milionário, sem licitação, em fim de governo, só Orsine Oliveira sabe dizer.

Veja o extrato do convênio

Veja o empenho dos valores à Associação

Leia a nota da Associação