Em Itacoatiara, povo diz que nada foi feito em quatro anos e Braga lembra obras que fez em seus Governos

braga itacoatiara

No comício que realizou no na noite deste sábado (30), em Itacoatiara, o senador Eduardo Braga, candidato ao Governo do Estado, falou sobre sua passagem por três comunidades do município antes de chegar à sede urbana. Acompanhado por sua candidata a vice Rebecca Garcia e pelo candidato ao senado Francisco Praciano, Braga comentou o fato de que nada foi feito naquelas localidades nos últimos quatro anos e meio.

“Começamos hoje nossa caminhada em Itacoatiara por Lindoia. Eu perguntei o que o atual governo fez em Lindoia. O povo respondeu: ‘fez muita promessa, mas até agora nada foi cumprido’”, contou o senador. “Saí de lá e fui para o Engenho, depois para o Novo Remanso. Fiz a mesma pergunta: ‘Qual foi a obra do atual governo aqui?’. A resposta foi a mesma nas duas comunidades: ‘nenhuma’”, disse o senador, acrescentando que em Itacoatiara a história se repetiu.

Eduardo Braga enumerou, então, suas realizações no município quando esteve no governo. “Eles não fizeram nada em quatro anos e cinco meses de governo, com R$ 20 bilhões a mais do que eu tive. E o que eu fiz em sete anos e três meses com R$ 20 bilhões a menos? A reforma e ampliação do hospital José Mendes, a construção do conjunto cidadão, a construção da orla da cidade, a ativação do polo moveleiro com a criação da oficina escola, construção de escola estadual, asfaltamento de bairros e recapeamento de ruas, recuperação anual de estradas vicinais, implantação do projeto Jovem Cidadão, climatização das escolas, expansão da UEA, doação de equipamento para mototaxistas”, listou, só para citar alguns de seus feitos.

O senador revelou ao público presente sua motivação para permanecer na vida pública. “Só vale a pena estar na política para servir e melhorar a vida das pessoas”, declarou. Braga também confessou sua paixão antiga por Itacoatiara. “Assim como eu sou casado com a Sandra há 33 anos, sou casado com Itacoatiara há 30 anos”.

ESPERANÇA

Morador da comunidade São Luís, no ramal do minério, seu Raimundo Fernandes Hipólito resumiu o sentimento do povo do interior, especialmente dos recônditos mais esquecidos, em relação ao senador: “Eduardo Braga é a minha grande esperança. O interior está abandonado. Se o agricultor quer financiamento, quando pega R$ 20 mil, paga mais de R$ 30 mil. Na época do Eduardo, a AFEAM funcionava. Conheço o trabalho dele e não conheço o do outro. Não quero fazer experiências”, afirmou.

Rebecca Garcia falou como pretende encarar o novo desafio que aceitou ao se candidatar a vice-governadora e lamentou a perseguição política que põe medo na população, evidente em Itacoatiara. “Perseguição é coisa de política antiga. Não cabe mais no Brasil atual. Quero que o amazonense e a amazonense possam ser olhados com o carinho com que eram olhados na época do Eduardo Braga”.