Em jogo de sete gols, Atlético-MG goleia Sport no Independência

Após ficar dois jogos sem vencer e se distanciar dos cinco primeiros colocados, o Atlético-MG contou com a força do Horto, nesse domingo (30), para golear o Sport e triunfar por 5 a 2. O placar do jogo foi construído ainda no primeiro tempo e teve uma contribuição decisiva do zagueiro Durval, expulso.

Com um gol contra, Leonardo Silva inaugurou o marcador no Independência. Elias, Fábio Santos, Emerson e Cazares viraram para o Galo ainda antes do intervalo. Na etapa final, Michel Bastos descontou para os pernambucanos, mas Ricardo Oliveira marcou o quinto e fechou a conta.

Com o resultado, o Atlético vai aos 45 pontos, abre oito de diferença para o rival Cruzeiro (sétimo colado) e diminui para quatro a diferença contra o Flamengo (quinto colocado). Em penúltimo, o Sport emplaca seu quinto jogo sem vitória e permanece com 24 pontos.

Frequentemente questionado, Cazares voltou a ganhar uma oportunidade como titular, mas dessa vez rendeu bem. Outros jogadores se destacaram na goleada, mas o equatoriano cumpriu bem sua função de principal organizador do time. Deixou o campo aplaudido com um gol e uma assistência na conta.

O destaque negativo foi o zagueiro Durval, que viveu uma péssima tarde e esteve diretamente envolvido em alguns gols do Atlético. Além de ter feito o pênalti que virou o jogo para os mineiros, o defensor ainda deu espaço para Emerson finalizar no terceiro gol e falhou feio no quarto tento alvinegro. Para terminar, voltou a ser expulso após quatro anos (desde maio de 2014) e deixou o campo com pouco mais de 30 minutos.

Yimmi Chará, por sua vez, foi o principal jogador do Atlético nos primeiros minutos. Destemido, o colombiano foi pra cima do adversário e confundiu a marcação atacando pelas pontas direita e esquerda. Perigoso no mano a mano, chegou com muita intensidade por duas vezes antes mesmo dos cinco minutos. Aos 8min, foi dele a assistência para Elias marcar e deixar tudo igual. Dois minutos antes, Leonardo Silva (contra) marcou para o Sport em jogada de Michel Bastos.

Veio, então, uma sequência de erros de Durval. Primeiro, foi infeliz ao tocar o braço na bola e cometer o pênalti, convertido por Fábio Santos, aos 25min. Em seguida, deu espaço suficiente para Emerson dominar a bola dentro da área e fazer o terceiro do Galo, aos 27min.

Dois minutos mais tarde, não se entendeu com o goleiro Magrão, falhou feio e entrou o quarto gol atleticano de presente para o meia Cazares. Para completar, fez uma falta dura em Ricardo Oliveira e recebeu o segundo cartão vermelho aos 32 minutos do primeiro tempo.

Com três gols de vantagem, o Atlético-MG voltou mais leve no segundo tempo. Embora não deixasse de atacar, apresentou um relaxamento em campo e logo foi castigado por isso, com Michel Bastos subindo sozinho e marcando o segundo gol do Sport, aos 11min. A torcida cobrou, o clube voltou a intensificar suas ações e chegou ao quinto. Em ótimo passe de Cazares, Ricardo Oliveira saiu na cara do gol e não desperdiçou, aos 24min. Foi o 11º gol do atacante no campeonato, vice-artilheiro do Brasileirão. 5 a 2 placar final.

ATLÉTICO-MG

Victor; Emerson, Leonardo Silva, Iago Maidana, Fábio Santos; Zé Welison, Elias (Matheus Galdezani); Cazares (Nathan), Chará, Luan (Edinho); Ricardo Oliveira. T.: Thiago Larghi

SPORT

Magrão; Ernando, Ronaldo Alves, Durval, Sander; Marcão Silva, Jair, Marlone (Andrigo), Michel Bastos, Mateus Gonçalves (Gabriel); Rafael Marques (Raul Prata). T.: Milton Mendes

Estádio: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Público/Renda: 22.654 presentes/R$ 252.708,00

Juiz: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Cartões amarelos: Maidana (Atlético-MG); Durval, Sander, Marcão, Gabriel (Sport)

Cartão vermelho: Durval (Sport)

Gols: Leonardo Silva (contra), aos 6min do primeiro tempo, e Michel Bastos, aos 11min do segundo tempo (Sport); Elias, aos 8min, Fábio Santos, aos 25min, Emerson, aos 27min, e Cazares, aos 29min do primeiro tempo, e Ricardo Oliveira, aos 24min do segundo tempo (Atlético-MG)