Anúncio

Em Juruá, Amazonino destaca investimentos na área de educação

“Ninguém fez mais pelo professor e pela educação do que um tal de Amazonino Mendes”. A frase dita pelo candidato da coligação “Eu voto no Amazonas”, Amazonino Mendes (PDT), aos moradores do município de Juruá (a 672 quilômetros de Manaus), marcou a passagem do chefe do Executivo pelo município nesta quinta-feira (20/09).

Depois de participar de uma carreata, Amazonino fez um balanço das ações executadas pela nova gestão nos últimos onze meses, como o reajuste salarial de 27,2% aos professores, o maior da história do magistério. Ele relembrou os legados deixados na história do Amazonas no setor da educação.

“Herdei um governo em que os professores há três anos não recebiam data-base. Ele (governador anterior) não pagou a data-base e eu paguei o maior aumento para o professor da história do Brasil. E digo mais, o Amazonas foi elevado a categoria de província em 1850. Daquele tempo cá, quem fez mais escolas no Amazonas foi o Amazonino Mendes. Quem foi que fez a UEA e levou para o povo do interior? Aqui tem muito professor que não tinha curso e fez o Proformar, programa criado lá atrás inventado por um tal de Amazonino”, relembrou o governador.

O pedagogo José da Cruz ressaltou que a valorização dos profissionais da educação foi realizada no governo Amazonino. “Um professor bem remunerado colabora diretamente no ensino de uma nação. Foi uma das melhores deste novo governo”, frisou o gestor.

Segundo o prefeito Dr. Júnior, Juruá voltou a sonhar com dias melhores nos últimos meses. “Com o trabalho do governador Amazonino, nossa cidade voltou a ter desenvolvimento. Quem ganha é o morador que luta diariamente em busca de dias melhores. Só temos a agradecer pela parceria. Juruá já enxerga as melhorias em diversas áreas. Tenho certeza que vai continuar avançando”, declarou o prefeito.

Revolução na educação

Além de realizar o pagamento da data-base dos servidores, Amazonino manteve o plano de saúde e aumentou o auxílio-alimentação de R$ 220 para R$ 420 aos profissionais que estão nas escolas. Servidores da Seduc voltaram a receber auxílio-alimentação de R$ 220. A nova gestão garantiu as promoções horizontais e verticais de professores e técnicos servidores da UEA. Cerca de 3.516 professores e pedagogos tiveram garantidas suas progressões por qualificação, conquistando reajustes de 12% a 55% em seus vencimentos.

Amazonino realizou novo concurso público com 8.175 vagas, sendo 5.758 mil vagas para o interior. Do total de vagas, 7.096 são para professores, sendo 680 para professores indígenas. Em janeiro de 2018, Amazonino também autorizou pagamento de abono do Fundeb, totalizando repasses de mais de R$ 39 milhões que beneficiaram 25.973 servidores. Aumentou oferta de cursos de qualificação aos professores da rede pública. Depois de mais de um ano sem oferta, desde outubro de 2017 abriu 4.320 vagas para educadores em cursos de especialização e mestrado, oferecidas em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e Universidade do Estado do Amazonas (UEA).

Na infraestrutura da rede educacional, inaugurou dois Cetis em Uruacará e Itacoatiara, está construindo outros oito no interior (Tabatinga, Lábrea, Nova Olinda do Norte, Careiro Castanho, Benjamin Constant, Tefé, Fonte Boa e Codajás) e vai licitar mais três (Boca do Acre, Eirunepé e São Paulo de Olivença). Tabatinga terá o primeiro Ceti do Estado abastecido com energia solar e com aproveitamento de água pluvial.

Na cidade, Amazonino destinou investimentos de mais R$ 4,3 milhões para a recuperação do sistema viário. O governador autorizou também o repasse de mais de R$ 616 mil para a manutenção da unidade hospitalar.

Fotos: Clóvis Miranda

Matéria de responsabilidade da assessoria do candidato.