Em lançamento do livro ‘O jardim de Espinhos’ Nathalia Samad destaca poder ‘mágico’ dos livros

Nathalia- Livro 1A escritora Nathália Samad, de 17 anos, lançou na noite desta terça-feira (17), sua primeira obra literária, intitulada ‘O jardim de Espinhos’.  A estória se passa na Inglaterra na década de 20, e tem como narrativa a vida de Catherine Potter, personagem principal do exemplar, que foi abandonada em um orfanato quando criança e que na sua adolescência resolve estudar em um internato em uma cidade no norte da Inglaterra. A noite de autógrafos foi realizada no Instituto de Urulogia Dr. Anoar Samad , Praça 14 de Janeiro, e contou com a presença de amigos e personalidades.

De acordo com a autora, o livro embora seja um romance, não estabelece um padrão romântico. “A ideia de escrever o livro surgiu a partir de um sonho que eu tive no início do ano. E como sempre gostei de lê e escrever, então comecei rascunhar a estória, e daí o lançamento do livro sobre a vida de Catherine Potter, uma adolescente de 15 anos e seus conflitos”, destaca Nathália.

Com cerca de 80 páginas, ‘O jardim dos espinhos’ tem uma linguagem de fácil compreensão, o que torna a leitura mais agradável e tem seu prefácio assinado pelo renomado escritor Gaitano Antonaccio, membro da Academia de Letras, Ciências e Artes do Amazonas, que avaliou de forma positiva todo o contexto da obra, “O livro consegue logo nas primeiras páginas prender à atenção do leitor, levando-o a uma viagem à Inglaterra da década de 20. E o que se percebe é que embora ela utilize um cenário provinciano, ela foca a narrativa em um assunto que vem afetando todo o mundo, que são os ataques terroristas, ação esta enfrentada pela personagem Catherine no internato que estudava”, ressalta Antonaccio.

Para Adriana Samad, mãe da autora, o apoio da família foi fundamental para que Nathália concluísse a obra. “Me sinto orgulhosa por ela ter realizado um sonho, pois desde pequena os presentes que ela mais gostava de ganhar eram livros. Nathália sempre inventava suas estorinhas e quando a família se reunia ela aproveitava para contar suas criações, e vê-la hoje lançando sua obra é saber que estou colhendo os frutos de uma boa educação que lhe foi dada, baseada em princípios e valores”, comenta Adriana.

Embora Nathália tenha a escrita como um hobby, a jovem escritora pretende ingressar em uma faculdade de Medicina e futuramente escrever mais livros. Nathália Samad ainda desenvolve um trabalho voluntário como Contadora de Estórias, em uma entidade que cuida de crianças infectadas com o vírus HIV em Manaus.

O médico urologista Anoar Samad, pai da escritora, destaca que a atitude de Nathália pode levar outros jovens a escrever suas estórias. “É muito bom ver um filho caminhando para um futuro de sucesso. Sabemos que a transição da adolescência para a fase adulta é muito marcante e ver uma jovem como Nathália cheia de inspiração nos enche de orgulho, acreditando que o seu exemplo pode influenciar outros jovens que queiram por no papel seus próprios sonhos em livros”, comenta Samad.

Nathália destaca ainda, que o livro é dedicado a todos os públicos. “Não escrevi uma história muito longa justamente para que todos pudessem ler, desde os pequenos até os adultos. Todavia, o conteúdo não é infantil, sabe? Não tem nada de conto de fadas (risos)”, contou a escritora.

Nathalia conta que gosta muito de escrever e planeja escrever outro livro. “O mundo pode estar evoluindo com novas tecnologias, mas o poder dos livros é secular e mágico. Com um livro em mãos, você pode ir para qualquer lugar, conhecer quem você quiser, ser quem você quiser. Os livros são as melhores companhias e acredito que jamais poderão ser substituídos”, disse a jovem autora.

Nathalia- Livro 2

Nathalia- Livro 3