Em Manaus, levantador de toadas é acusado de agredir a ex-companheira

A denúncia contra o levantador de toadas Patrick Herbert foi publicada pela ex-companheira, Stephany Faria, nas redes sociais

levantador de toadas ex-companheira

Foto: Reprodução/Facebook

O levantador de toadas, Patrick Herbert que canta nos eventos do Boi Garantido em Manaus, está sendo acusado de agredir a ex-companheira, identificada como Stephany Faria. A denúncia foi compartilhada nas redes sociais e teve uma enorme repercussão.

Na publicação, Stephany disse que a agressão aconteceu na madrugada do último domingo (21), às 4h30. Ela ficou com vários hematomas pelo corpo, principalmente no braço e no rosto.

“Está doendo na alma passar por isso, vergonha de mim mesma. Mas não me esconderei e nem ficarei calada sobre este fato. Fui agredida as 04:30 do domingo pelo meu ex-companheiro Patrick Herbert, conseguiu transformar meu amor em ódio e dor”, disse.

Após fazer o desabafo, Stephany encorajou outras mulheres a denunciarem os casos de violência doméstica. Ela ressaltou que registrou Boletim de Ocorrência (B.O) e também passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML).

Stephany recebeu apoio de várias pessoas nas redes sociais depois de relatar a agressão.

“Tenho nojo de homem que se paga de gente fina, o legalzinho e na primeira oportunidade arregaça a mulher de porrada como se tivesse brigando com outro macho. Que ela tenha forças e total apoio para não voltar atrás e seguir em frente com a denúncia”, disse a vendedora Kellem Gonçalves.

Foto: Reprodução/Facebook

Pronunciamento

Devido à repercussão, o levantador de toadas Patrick Herbert emitiu um comunicado pedindo desculpas pelo ocorrido. Ele não negou as acusações e disse que agiu de cabeça quente.

“Eu não tenho vergonha de vir aqui dizer que sim, agir de cabeça quente. Eu não soube lidar com a situação que estava acontecendo, peço desculpas também aos que viram o que aconteceu no evento, peço desculpa aos meus contratantes que acabaram tendo que vivenciar coisas que eu jamais esperei um dia passar”.

Patrick também disse que espera medida protetiva contra ele, mas falou que essa agressão foi um caso isolado.

“Sei que vamos respeitar a medida protetiva e com isso quero deixar claro, que esse fato isolado não representa o meu caráter, minha postura como ser humano e como profissional, muito menos pela opinião escrita pelas pessoas que desconhecem a verdadeira história. Dessa forma, em demonstração do meu arrependimento, deixo aqui meu sincero pedido de desculpa à Steephany Faria, a família e toda sociedade”, reitera.