Em Manaus, postos de combustíveis são autuados pelo Procon-AM após gasolina chegar a mais de R$ 7

Os postos que tiverem reajuste de preço deverão entregar, em até cinco dias ao Procon-AM, informações detalhadas sobre os valores de compra e venda, dos últimos três meses

Imagem: Divulgação/ PROCON-AM

Dois postos de combustíveis foram autuados, em Manaus, pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM), nessa quinta-feira (10), durante uma programação de fiscalizações por conta da nova alta dos valores dos combustíveis no país.

Os posto  Petrovan, que fica localizada na avenida João Valério, zona Centro-Sul, e o posto Timbiras, na avenida Timbiras, na zona Norte, foram os primeiros a serem visitados pelos fiscais, que constataram a venda de gasolina no valor de R$ 7,49. Os postos que tiverem reajuste de preço deverão entregar, em até cinco dias ao Procon-AM, informações detalhadas sobre os valores de compra e venda, dos últimos três meses.

O diretor-presidente do órgão, Jalil Fraxe, lembra que o Procon-AM não tem atribuição constitucional para determinar preços de quaisquer produtos ou serviços. No entanto, ações como a iniciada nesta quinta-feira têm caráter educativo e, também, resultam na coleta de informações, para que os órgãos de defesa do consumidor possam verificar se a alta do valor condiz ou não com a atual realidade do mercado.

“O aumento desta quinta é resultado de reajuste da Petrobras, dentro da política de preço da estatal. Nos últimos 30 dias, vimos um salto no valor do barril do petróleo, que foi de 91,41 dólares para $109,57, com pico de $139,1. Lembremos também que o atual cenário, com a invasão na Ucrânia, afeta diretamente essa cadeia, já que a Rússia é a terceira maior produtora de petróleo no mundo”, apontou o diretor-presidente do órgão.

As ações seguem e, nesta sexta (11), a equipe já está visitando outros postos na capital.