Em Manaus, prefeitura realiza live para falar sobre prevenção às hepatites virais; confira

A Prefeitura de Manaus ressaltou a importância de se prevenir contra as hepatites virais

hepatites

Foto: Reprodução

Com o objetivo de sensibilizar a população sobre as formas de prevenção e a importância do diagnóstico precoce, a Prefeitura de Manaus realiza nesta quarta-feira, 28/7, Dia Mundial de Luta Contra Hepatites Virais, uma live sobre o tema. Na transmissão, que será veiculada no canal de YouTube (https://bit.ly/36Xi1bi) e nas redes sociais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o público poderá participar para esclarecer dúvidas, receber orientações e informações sobre e como o usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) pode ser atendido na rede municipal. A live, que será transmitida da Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap), terá início às 9h30.

Para a secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, a transmissão ao vivo será uma oportunidade para informar a população sobre as hepatites virais, enfocando a importância dos exames para a sua detecção. “São iniciativas como esta que contribuem para as ações de educação em saúde que a prefeitura desenvolve. Temos usado nossos canais de comunicação para informar a população sobre a importância da prevenção de doenças. É um compromisso do prefeito David Almeida trabalhar sempre na prevenção para assegurar a saúde dos manauaras”, salientou.

A farmacêutica Christiane Santana, do Núcleo de Controle das IST/Aids e hepatites virais da Semsa, vai destacar a importância das vacinas para imunização das hepatites A e B disponíveis na rede municipal, cuidados relacionados ao consumo de alimentos, uso de preservativos nas relações sexuais, testagem rápida para detecção da doença nas unidades de saúde do município e tratamentos disponibilizados no SUS.

“Vamos reforçar as ações de educação em saúde a partir dos cuidados que devemos adotar em nossa rotina. A lavagem correta dos alimentos crus, o não consumo de alimentos sem procedência de boa higiene no preparo, a importância de beber apenas água mineral, filtrada ou fervida para evitar contaminação com os vírus da hepatite A e E, usar preservativos nas relações sexuais, são alguns cuidados básicos que são fundamentais para evitar as hepatites virais”, antecipa.

Testagem

A rede primária de saúde realiza a testagem rápida em suas unidades por livre demanda, ou seja, não é necessário agendamento, basta que o usuário procure o serviço para fazer o exame. “Os casos positivos são encaminhados para o atendimento médico na unidade de referência, que é a Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado, onde novos exames serão realizados e, se necessário, os usuários são encaminhados para o tratamento medicamentoso”, explica Christiane Santana.

As hepatites virais são infecções que afetam o fígado, ocasionando alterações que variam de leves a graves. Na maioria dos casos, essas infecções são “silenciosas”, não apresentam sintomas, o que preocupa as autoridades de saúde do mundo, porque a doença quando não tratada, pode evoluir para cirrose e câncer no fígado, resultando em óbitos.

Quando os sintomas se manifestam a pessoa pode apresentar cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

(*) Com informações da Assessoria