Em Maués, 36ª Festa do Guaraná tem início em meio aos produtores que são “a essência da festa” nas palavras do prefeito

Guaraná Maués 1

Guaraná Maués 2Visando valorizar o guaranacultor, aconteceu na manhã desta quinta-feira a 1ª edição da Festa da colheita, na comunidade Santa Clara do Urupadi. Uma inovação da gestão Pe. Carlos Góes que esteve presente no evento dando início em definitivo a 36ª Festa do Guaraná. Estiveram presentes na abertura produtores de guaraná de diversas comunidades da região.

Pela manhã, Góes visitou a plantação de guaraná dos produtores Francisco Alves Pereira e Natanael dos Santos. O prefeito acompanhou todo processo de colheita, despolpagem, lavagem, moagem e torrefação da semente. A área de cultivo visitada é de aproximadamente nove hectares, onde trabalham 18 famílias anualmente no período de três a quatro meses.

Seguindo a programação, o prefeito Pe. Carlos Góes se dirigiu com toda sua comitiva para a sede da comunidade Santa Clara onde as crianças apresentaram a encenação o ciclo de guaraná. As candidatas a Rainha do Guaraná abrilhantaram o evento com o desfile.

Para o prefeito, esse foi um momento de muita alegria por estar no meio do povo, celebrando um momento especial para Maués. “Foi um momento considerado simbólico, pois a festa do guaraná não poderia iniciar em outro lugar senão em meio aos guaranacultores, razão de existir a Festa do Guaraná”, disse o prefeito. Góes encerrou iniciando assim a 36ª Festa do Guaraná com muito entusiasmo anunciando para 2016, um milhão de mudas de guaraná através do Ministério da Agricultura.

Para o Secretário de Produção e Fomento, Bruno Negreiros, esse é um momento de resgate do sentido original da Festa do Guaraná. “Festa que sem o produtor não teria sentido e o governo do prefeito Pe. Carlos, valoriza os produtores”, ressaltou.

Estiveram presentes na comunidade alunos do 3º ano do curso de Agropecuária do IFAM, representante da UEA, Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Ambev, Embrapa, associações e sindicatos.O guaranicultor Natanael Menezes, 37, faz o cultivo do fruto desde 2004.  Ele consegue com sua plantação de oito hectares sustentar toda sua família.

Fotos: Hamilton Bahia e Giovani Rodrigues