Em pleno ano eleitoral, Governo gasta R$ 4 milhões em encontro onde anuncia benefícios salariais para servidores

encontro de gestoresO 9º Encontro de Gestores do Amazonas começou nesta segunda-feira (31) e termina coincidentemente (?) no dia da transmissão de cargo do governador Omar Aziz para o vice, José Melo, no dia 04 de abril. Estranhamente, o encontro definido pelo próprio Governo como um evento para “traçar um plano de gestão educacional” está sendo realizado agora, com o ano letivo já em andamento e a quase maioria absoluta dos profissionais da educação dentro das escolas e salas de aula, quando bem poderia ter sido realizado durante os três primeiros meses do ano, antes do início do ano escolar, possibilitando uma participação maior da categoria.Captando ainda um outro ângulo da situação, caso o  “plano de gestão educacional” fosse estruturado antes do ano letivo, isso possibilitaria que fosse posto em prática dentro do ano escolar, não é mesmo?

O Governo não poupou gastos com o evento. Com o aluguel de salão no Hotel Tropical, gastos com a hospedagem de gestores do interior do Estado, passagens, alimentação e até a contratação de “palestrantes de renome nacional” atingiu-se a cifra de R$ 4 milhões – site Transparência do Governo do Estado.

Segundo informações oficiais, “o governador vai assinou novo enquadramento de servidores da educação e autorizou benefícios salariais por meio de progressão diagonal”. Isso feito em ano eleitoral e às portas de uma candidatura para o Senado do governador Omar Aziz, e de outra candidatura, de seu vice, José Melo para o Governo, numa atitude que faz lembrar os passados anos 90,  tempos em que ele (Melo) foi tanto secretário municipal,quanto estadual de Educação e, se elegeu, por duas vezes deputado federal, e uma vez deputado estadual. (Any Margareth)