Em primeiro discurso após a posse, David Almeida pede harmonia entre poderes

Foto: Reprodução

Em seu primeiro discurso como chefe do Executivo Municipal após a posse, nesta sexta-feira (1º), o prefeito de Manaus David Almeida (Avante) pediu aos vereadores que não haja brigas entre os poderes durante sua gestão.

A declaração foi feita no Plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM) aos parlamentares e Almeida defendeu a “harmonia com independência” entre vereadores, prefeito, governo estadual e governo Federal.

“Quando brigam os poderes, quem sofre é o povo. Os poderes precisam atuar juntos, de forma independente, mas harmônica”, disse o prefeito, ao ressaltar que o juramento feito por ele e os vereadores não pode ser esquecido para o bem do povo que, segundo ele, está desconfiado da classe política.

“A sociedade não acredita mais na política e nos políticos. Essa é a verdade. Por isso convido os vereadores, de forma harmônica a resgatarmos a confiança do povo”, afirmou.

O novo prefeito também voltou a citar a queda no orçamento municipal, que será R$ 600 milhões a menos que em 2020.

“Temos a obrigação de com esse orçamento fazer mais com menos. Buscar soluções para a cidade de Manaus. Seremos implacáveis com os gastos e nossos adversários. Vamos estabelecer e cobrar metas na nossa gestão, com eficiência”, pontuou.