Em reunião com Dallas e pastores, secretário diz que capelania carcerária traz harmonia ao sistema penitenciário

Dallas 21 capa

O deputado Wanderley Dallas levou uma comitiva de pastores evangélicos para uma reunião com o secretário de Estado de Administração penitenciária, delegado federal Pedro Florêncio, com o objetivo de parabenizá-lo pela iniciativa de oferecer a leitura da Bíblia aos detentos e para levar ao seu conhecimento a lei nº 2.187, que criou a Capelania Carcerária no Estado.

A lei, que é de autoria do deputado, regulamenta um serviço voluntário de Capelania carcerária em todas as unidades prisionais do estado. As pessoas credenciadas a exercerem esse tipo de atividade devem pertencer a alguma instituição religiosa que tenha atuação reconhecida na sociedade.

Para o secretário Pedro Florêncio, essa lei vem contribuir para uma gestão humanizada das cadeias. “O Estado é responsável pela assistência jurídica, médica, social e religiosa dos internos. Projetos como este contribuem para recuperação do interno e muitas vezes evitam conflitos dentro das unidades, tornando o ambiente mais harmonioso para todos que fazem parte do sistema penitenciário”, afirmou o secretário.