Em vídeo, estudantes de Presidente Figueiredo mostram caminhada de quilômetros a noite em ramal escuro e lamacento

Estudantes tiveram que voltar para casa a pé e no escuro da estrada sendo expostos a vários perigos

“Inaceitável e humilhante!”, essa frase é dita por uma estudante do município de Presidente Figueiredo (distante 126 km de Manaus), enquanto caminha junto com outros alunos mostrando ao Radar, através de um vídeo, os dias de sacrifício e humilhação vividos na atual administração de Patrícia Lopes, pelas crianças e adolescentes daquela cidade que só querem ir pra escola e voltar pra casa em segurança.

Estudantes moram na comunidade Brava Gente, no km 126, do Ifam e do Ceti, tiveram que voltar para casa a pé e no escuro da estrada sendo expostos a vários perigos. A menina que relata o que está acontecendo diz que o vídeo está sendo gravado no dia 31 de maio e o carro que faz o transporte escolar ficou patinando na lama do ramal, sem conseguir continuar a viagem até o local onde moram.

De acordo com a aluna, que o Radar vai preservar a identidade, a ladeira estava muito lisa por causa da lama e o carro não conseguiu subir, por isso os estudantes tiveram que descer do veículo e andar muitos quilômetros para chegar ao destino.

“Inaceitável e humilhante, nós não estamos podendo ir e nem voltar da escola por causa do ramal, porque não tem piçarra” disse a jovem.

A estudante ainda chega a relatar que uma das máquinas da prefeitura está no local mas, não sabe o que está fazendo ali, já que nenhuma obra para amenizar a situação está sendo feita.

O Radar Amazônico entrou em contato com a Prefeitura de Presidente Figueiredo e fez questionamentos sobre quais ramais já foram asfaltados e se há previsão de asfaltamento para os vicinais, e também se há alguma fiscalização que acompanhe os estudantes na estrada a caminho de casa, mas até a publicação desta matéria não houve retorno.

Veja vídeo: