Empresa da irmã do prefeito de Parintins ganha novo contrato milionário com o governo, através da Amazonastur

A justificativa da Amazonastur para gastar R$ 1,9 milhão dos cofres públicos em hospedagem é o "desenvolvimento das atividades no Estado".

Não foi só a Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama), que contratou a empresa da irmã do prefeito de Parintins, Bi Garcia – um dos prefeitos filiados ao União Brasil por Wilson Lima – , por quase R$ 4 milhões, para garantir hospedagem nos hotéis da terra do boi-bumbá. Novamente sem licitação, apenas através da adesão a uma Ata de Registro de Preço, aquela modalidade costumeiramente chamada de “carona”, a irmã do prefeito de Parintins, Ângela Margareth da Cunha Garcia, foi contratada por mais de R$ 1,9 milhão para tratar de hospedagem na rede de hotelaria de Parintins.

A empresa da irmã do prefeito Bi Garcia é a Parintur Hotéis e Turismo LTDA. A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) aderiu à Ata de Registro de Preços n.º 0086/2021, a mesma da contratação da Cosama e vai possibilitar a empresa faturar, no total, quase R$ 6 milhões em diárias para seu hotel (ver documento no final da matéria).

A justificativa da contratação da Parintur, segundo o documento, é de que as hospedagens serão para o “desenvolvimento das atividades da Amazonastur” no Estado. Nem na contratação da Cosama e nem da Amazonastur há transparência suficiente para explicar em que período do ano vão ser usadas essas diárias, quem vai utilizar as vagas em hotéis de Parintins e o motivo para esse gasto milionário de verbas públicas com hotéis em Parintins. A contratação custará aos cofres públicos estaduais o valor total de R$ 1.926.698,40 (um milhão, novecentos e vinte e seis mil, seiscentos e noventa e oito reais e quarenta centavos).

Além destes dois novos contratos, a Parintur também já possuiu outros contratos com secretarias do governo de Wilson Lima (União Brasil), como, por exemplo, a Seduc, a SSP-AM, Cetam, Sejel, Sema e outras.