Empresa de Nelson Piquet recebe aditivo de R$ 6,6 milhões do governo Bolsonaro

Contrato foi assinado sem licitação com o Ministério da Agricultura, informa jornalista

Nelson Piquet, ex-piloto de Fórmula 1 e bolsonarista, receberá um aditivo de R$ 6,6 milhões através da empresa que preside, a Autotrac Comércio e Comunicações, por um contrato assinado em 2019, sem licitação, com o Ministério da Agricultura do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). As informações foram divulgadas em uma reportagem de Guilherme Amado para o Metrópoles.

O valor inicial do contrato foi de R$ 3,5 milhões. Em dezembro de 2020, o governo concedeu à empresa de Piquet um termo aditivo que, hoje, faz com que o montante chegue a exatos R$ 6.683.791,80. Há previsão no contrato para aditivos até 2026.

O contrato da Autotrac foi firmado com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para fornecimento de equipamentos necessários à manutenção do sistema de comunicação de dados e controle das estações meteorológicas. Atualmente, a Autotrac deve à União R$ 6,3 mil em impostos.