Empresário adulterava e clonava veículos de luxo para vender no AM

Foto: Reprodução internet

O empresário Roberto Carlos Costa Bignami, de 44 anos, mais conhecido como “Beto”, foi preso por adulteração e clonagem de carros de luxo que eram roubados e trazidos para Manaus dos estados de Roraima e Minas Gerais. A polícia civil cumpriu o mandado de prisão na manhã dessa segunda-feira (9) por volta das 11h, na avenida Joaquim Nabuco, no Centro de Manaus.

De acordo com o delegado Cícero Túlio, titular da Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (DERFV), o homem vai responder pelos crimes de receptação, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, associação criminosa, falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema de informação.

“Essa operação teve um tempo de investigação de aproximadamente dois meses, onde conseguirmos apurar o envolvimento do empresário no esquema de clonagem, foi apreendido também um material de alto nível que era utilizado para fazer essas clonagens” disse o delegado.

O delegado explicou ainda que o empresário adquiria veículos usados em leilões realizados em Manaus para ter acesso a placas e documentações legais, que posteriormente eram colocados em carros de luxo roubados sob encomenda em outros estados.

Ainda de acordo com Cícero, o que dificultava ação da polícia era o fato do carro roubado utilizar o chassi de veículos inservíveis comprados nos leilões. A investigação conseguiu identificar também que existem pessoas de outros estados ligadas ao Departamento de Trânsito (Detran) que promovia a transferência de veículos sem a realização de qualquer espécie de vistoria, além de emitir novos documentos.