Empresário confessa ter mandado matar prefeito de Maraã, ele é primo do vice-prefeito

Empresário assassinato prefeito capa

Estão presos na delegacia de Maraã três homens, Lázaro, Ademir e Anderson.  Segundo o comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar do Estado, Major PM Allan Rêgo, em entrevista ao Radar pelo telefone, Ademir e Anderson são primos do vice-prefeito, Magno Moraes. Ademir é empresário e já teria confessado ser o mandante do assassinato do prefeito, mas alega que a motivação não seria por questões políticas, mas sim por uma dívida de R$ 75 mil que o prefeito não teria pago. “Mas é no mínimo estranho não é mesmo, parentes do vice-prefeito estarem envolvidos no crime”, comenta o major.

Além de Ademir, os outros dois acusados, Lázaro e Anderson, segundo as investigações, participaram do esquema montado para assassinar o prefeito. O crime ocorreu no domingo passado (28), quando o prefeito foi morto com um tiro nas costas, ao chegar em casa. O homem que atirou em Cícero Lopes está foragido. “Mas já sabemos quem foi o atirador e é apenas uma questão de tempo para prendê-lo”, diz Allan Rêgo.

Através de uma fonte do Radar em Maraã, a informação é de que o atirador também seria da família do vice-prefeito, cunhado de Magno Moraes. (Any Margareth)