Enem teve abstenção de 51,5% por “medo da Covid-19”, diz ministro

Foto : FÁBIO VIEIRA/METRÓPOLES

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, revelou na noite deste domingo (17/1) que a abstenção no primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 foi “um pouquinho acima” de 50%. O segundo dia de provas é o próximo domingo (24/1). Para o ministro, apesar de mais da metade dos candidatos não terem aparecido, o Enem foi “um sucesso”. A abstenção do último Enem antes da pandemia foi de 23%.

“Eu quero registrar minha gratidão e qualificar o Enem no meio da pandemia como algo vitorioso, para não atrasar ainda mais a vida de milhões de estudantes, e é isso que nós procuramos”, disse Ribeiro.

O ministro disse que “insucesso” seria não ter o Enem, e responsabilizou a mídia por parte da abstenção. “Temos toda uma situação da mídia criticando a realização do exame. Então, para aqueles que puderam fazer a prova, foi um sucesso”, insistiu ele. O “medo da Covid-19” também foi citado pelo ministro como motivo para mais da metade dos candidatos não terem feito a prova.