Enquanto direção de A Crítica faz tour pelos EUA, funcionários amargam meses de salários atrasados

Enquanto a direção do jornal “A Crítica” aproveita uma viagem para os Estados Unidos, os funcionários da empresa de comunicação amargam falta de pagamentos de salários e até férias atrasadas. Segundo denúncias que chegaram ao Radar, nessa segunda-feira (11), os atrasos chegam há três meses.

Os funcionários dizem que não aguentam mais “os desmandes e a total falta de respeito da família Calderaro”, e a gota d’água aconteceu justamente neste final de semana, quando os donos do jornal, os empresários Beto e Dissica Calderaro viajaram acompanhados do diretor financeiro da empresa e o presidente da Companhia de Saneamento do Amazonas (Cosama), Armando do Valle e de um grupo de amigos, até a Philadelphia (EUA), para participar de uma corrida.

Prova disso é que Beto Calderaro postou em sua rede social uma foto com o grupo com a seguinte legenda: “De volta às pistas em grande estilo! Obrigado amigos pela cia”.

A postagem acabou revoltando os trabalhadores de todos os setores da empresa. Segundo eles, havia a promessa de pagamento até a última sexta-feira (8), mas que acabou sendo cancelada devido à ausência do diretor financeiro Daniel Damasceno, que “não permite que pagamentos sejam feitos sem que ele esteja presente”.

Os funcionários também disseram que temem principalmente que sofram o segundo ano do chamado “golpe” do setor financeiro da empresa, onde é realizado apenas o pagamento do décimo terceiro salário, mas não o salário do mês.

Por conta disso, os trabalhadores já ameaçaram realizar uma greve até que todos os pagamentos sejam devidamente realizado pelo grupo Calderaro. O Radar tentou falar com o jornal A crítica, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.