Entidades assinam termo para garantir destinação adequada de embalagens recicláveis

Foto: Divulgação

Visando reforçar a responsabilidade da indústria amazonense em todo o processo de logística reversa – processo que permite que o consumidor retorne para a empresa um produto após o seu consumo- ,a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) assinaram nesta sexta-feira (30), o Termo de Compromisso para a Logística Reversa (TCLR), em solenidade no supermercado Nova Era, no bairro da Paz, zona Centro-Oeste de Manaus.

De acordo com as entidades, o objetivo é promover o adequado gerenciamento de resíduos sólidos e o seu reaproveitamento, evitando o desperdício ou descarte incorreto que contribui para a degradação ambiental.

A assinatura do documento, com os resultados de tratativas conduzidas pelo Fórum por Logística, oficializa o compromisso com série de obrigações para garantir a destinação adequada de embalagens recicláveis produzidas por empresas atuantes no estado. De acordo com a gerente e coordenadora de Meio Ambiente, Recursos Naturais e Responsabilidade Social da Fieam, Renée Veiga, esse compromisso por parte da indústria tem sido feito desde o início da construção da política estadual de resíduos sólidos.

“A indústria amazonense tem o maior interesse em implementar todos esses sistemas que dizem respeito as questões ambientais, porque entendemos que estando dentro da Amazônia temos uma responsabilidade em manter o nosso verde e isso se traduz em todos os processos inclusive nas embalagens pós consumo”, disse Veiga, ao relatar que a assinatura do termo é um passo importante para que a indústria amazonense mostre de fato sua responsabilidade socioambiental.

O termo de compromisso foi assinado pela Fieam, Ipaam, Sema, Associação Amazonense de Supermercados (Amase), Sindicato das Indústrias de Bebidas e de Alimentação de Manaus. Sendo o fórum responsável pelas tratativas coordenador pelos Ministério Público Federal (MPF), MP de Contas do Estado do Amazonas (MPC/AM) e pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MP/AM).

A ocasião foi marco também para a inauguração oficial de 36 novos Postos de Entrega Voluntária (PEVs), instalados em estabelecimentos comerciais da capital. Os locais estão situados em diferentes zonas da cidade e são destinados ao recolhimento de materiais recicláveis descartados pelos próprios consumidores. A ideia é que até o final de 2020 todas as zonas das cidades estejam cobertas por PEVs para que seja feito o descarte correto dos resíduos. “Propiciamos dessa forma a participação também ativa em toda essa cadeia por parte do consumidor”, frisou ela.

*Com informações da Assessoria.