Escolas de Samba de Manaus cancelam ensaios após decreto que proíbe eventos com mais de 200 pessoas

O decreto é uma medida de prevenção após os casos de Covid disparem no Amazonas

Após o governo do Amazonas cancelar eventos com públicos com mais de 200 pessoas devido ao aumento de casos de Covid-19, as Escolas de Samba de Manaus anunciaram a suspensão de seus ensaios.

A Mocidade Independente de Aparecida, que foi a campeã do Carnaval 2020, anunciou em suas redes sociais, na sexta-feira (8), o cancelamento do primeiro ensaio técnico deste. A agremiação citou “obediência ao decreto governamental”.

A Reino Unido da Liberdade, que conquistou o segundo lugar há dois anos, cancelou uma festa que seria realizada nesse sábado (8) com grupos musicais de samba e o ensaio da bateria da escola que ocorreria neste domingo (9). A agremiação também decidiu adiar data ainda não definida para outro evento com venda de feijoada que ocorreria amanhã.

Já a Grande Família  cancelou o retorno dos ensaios marcado para este domingo nas proximidades da quadra da agremiação, localizada no bairro São José, na zona leste de Manaus. A escola faria um ensaio especial, com integrantes vestidos com peças brancas, denominado “Ensaio Branco”.

Cenário epidemiológico

O último boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) registrou 426 novos casos em um único dia, esse número tão alto não era registrado desde agosto de 2021. Além disso, Manaus enfrenta uma epidemia de Influenza que tem sobrecarregado as unidades de saúde da capital.