Esposa viu homem ser espancado até a morte por seguranças do Carrefour


Milena Borges Alves, 43 anos, afirmou que o marido, João Alberto Silveira Freitas, 40, pediu ajuda antes de ser espancado e morto por seguranças do supermercado Carrefour, em Porto Alegre (RS), na noite dessa quinta-feira (19/11).

“Eu estava pagando no caixa. Ele desceu na minha frente. Quando cheguei, ele já estava imobilizado. Ele pediu ajuda, quando fui socorrê-lo, os seguranças me empurraram”, disse a mulher à Rádio Gaúcha na manhã desta sexta-feira (20/11).

Segundo informações da delegada Roberta Bertoldo, da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (PCRS), João Alberto teria desferido um soco contra um dos seguranças antes de ser espancado até a morte. As investigações sobre o caso continuam.

“Ele pode ter tido um ataque cardíaco em função das agressões e de estar sendo pressionado, porque ele ficou no chão e duas pessoas em cima dele o contendo”, disse Roberta Bertoldo.

Os suspeitos, identificados como Magno Braz Borges e Giovane Gaspar da Silva, foram autuados por homicídio qualificado. Um deles é policial militar e foi levado a um presídio da corporação. O outro é segurança do Carrefour e está em uma unidade da Polícia Civil.