Estagiário é preso por divulgar informações de operações policiais no AM

O estagiário da Delegacia Interativa de Polícia de Codajás (a 240 quilômetros de Manaus), Jhon Axel da Silva Cardoso, de 22 anos, foi preso na última sexta-feira (15), no próprio local de trabalho. Ele é acusado de divulgar e repassar informações sigilosas de operações policiais antes de serem deflagradas no Amazonas.

De acordo com a gestora da unidade policial, a escrivã de polícia Ana Cristina Leão, as investigações em torno do caso iniciaram no último dia 12 de novembro, após ser constatado que as informações a respeito de uma operação sigilosa haviam sido repassadas por meio de um grupo de aplicativo de mensagens instantâneas.

“Estava chamando a atenção que as operações articuladas na delegacia não estavam alcançando os resultados esperados. Constatamos que John passou as informações da operação para o irmão dele, que era um dos alvos da nossa última ação, deflagrada no dia 12 de novembro deste ano”, disse Ana Cristina.

A ordem judicial pelo juiz Geildson de Souza Lima, da Comarca de Codajás. John foi indiciado por revelar fato de que tem ciência em razão do cargo e que deva permanecer em segredo, ou facilitar-lhe a revelação, resultando dano à administração pública, previsto no Artigo 325, parágrafo 2º, do Código Penal Brasileiro (CPB).