Estelionatária vendia falsos consórcios de motocicletas em Manaus

Foto: Reprodução/Internet

Giovana Pinheiro Amaral, de 51 anos, foi presa preventivamente nesta quarta-feira (12), por estelionato. A infratora é acusada de vender falsos consórcios de motocicletas, em frente a supermercados da capital.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), delegado Aldeney Goes, Giovana foi presa na rua Duartina, bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

Na ocasião dos crimes, a mulher afirmava para os clientes que ela era funcionária de uma empresa que comercializava motocicletas na capital. Após atrair as vítimas, a infratora informava que, caso adiantassem uma parte do pagamento, o produto era entregue de imediato, e pedia que as vítimas depositassem o dinheiro em uma conta pessoal dela.

“Foram registrados 10 Boletins de Ocorrência (BO), com o mesmo modus operandi. As vítimas depositaram na conta de Giovana valores entre R$ 1,5 e R$ 3 mil. Iniciamos diligências para identificar a infratora e, quando conseguimos a qualificação da mesma, representamos junto à Justiça o mandado de prisão em nome dela”, explicou Goes.

A ordem judicial em nome de Giovana foi expedida no dia 10 de fevereiro pelo juiz Celso Souza de Paula, da Central de Plantão Criminal.

Procedimentos

Giovana foi indiciada por estelionato. Após os trâmites cabíveis na sede da especializada, ela será levada para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona sul da capital.

(*) Com informações da PC-AM