Anúncio Advertisement

Estimativa para Selic no fim de 2019 passa de 7,13% para 7,00% ao ano

Foto: Reprodução/Internet

Os economistas do mercado financeiro alteraram suas projeções para a Selic (a taxa básica) para o fim de 2019. O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta segunda-feira (7), que a mediana das previsões para a Selic este ano passou de 7,13% para 7,00% ao ano. Há um mês, estava em 7,50%.

á a projeção para a Selic no fim de 2020 seguiu em 8,00%, igual ao visto quatro semanas atrás. No caso de 2021, a projeção também seguiu em 8,00%, igual ao verificado um mês antes.

Em 12 de dezembro, o Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou a manutenção, pela sexta vez consecutiva, da Selic em 6,50% ao ano.

Ao mesmo tempo, o BC indicou que a Selic tende a permanecer no atual nível – o mais baixo da história – pelo menos nos primeiros meses do governo de Jair Bolsonaro.

Entre as indicações, o colegiado avaliou que, desde o encontro anterior, de outubro, houve alta do risco de a ociosidade na economia produzir inflação abaixo do esperado.

Top 5

Para o grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo, a mediana da taxa básica em 2019 seguiu em 6,50% ao ano ante 7,25% de um mês antes. No caso de 2020, seguiu em 8,00% e, para 2021, permaneceu em 8,00%. Há um mês, estavam em 8,00% em ambos os casos.

Ciclo de alta

Em um ambiente de inflação baixa e atividade ainda fraca, os economistas do mercado financeiro esperam pela manutenção da Selic (a taxa básica) no atual patamar, de 6,50% ao ano, até outubro de 2019, quando o Banco Central daria início a um novo ciclo de alta de juros.

Conforme o Sistema de Expectativas de Mercado do relatório Focus, divulgado nesta segunda, a projeção é de que a Selic suba de 6,50% para 6,75% em outubro.

Depois, em dezembro de 2019, a taxa passaria para 7,00% ao ano. Conforme o Sistema de Expectativas, a Selic seguiria subindo até abril de 2020, quando atingiria 8,00% ao ano, encerrando o ciclo de alta.

Com informações do Estadão Conteúdo.