Estudante de jornalismo do AM vence premiação do Spotify sobre o cotidiano da Amazônia

Foto: Divulgação

O universitário Maickson Serrão, finalista do curso de jornalismo da Faculdade Martha Falcão (FMF), venceu o programa Sound UP Brasil do Spotify, criado para incentivar produtores de conteúdo negros e indígenas do Brasil e descobrir os novos podcasters do país. Maickson, que também é professor de Educação Física da rede pública de ensino, superou outros 19 projetos com o podcast “Pavulagem – Contos da Floresta”, onde teve a oportunidade de contar o cotidiano da vida ribeirinha da Amazônia.

Maickson Serrão explica que o podcast “Pavulagem – Contos da Floresta” foi a oportunidade de retratar e resgatar as histórias do folclore da Amazônia que fazem parte da cultura ribeirinha e indígena na cidade.

“Os contadores são pessoas anciãs, geralmente, e quando partem levam esse conhecimento consigo. A pandemia só reforçou a urgência do registro destas histórias. E eu tenho origem ribeirinha. Cresci ouvindo (as histórias) e vi no concurso a oportunidade de contar isso para o mundo por meio do podcast. Sou da Vila de Boim, um vilarejo que fica a aproximadamente dez horas de barco do município de Santarém (PA)”, explica o estudante.

De acordo com Maickson, o concurso se deu em duas etapas, reunindo o total de 20 projetos do Brasil. Foi a primeira vez que a América Latina sediou seleção de novos podcasters.

“Foram selecionados 20 projetos do país. Na 1ª fase, foram eliminados 10. Daí os 10 avançaram para a final e poderiam ter até 5 vencedores. Dos 5, eu fui um deles. No início eram 4 da região Norte, mas somente eu fui para a final. Passamos ainda por cursos e formações sobre o universo da podosfera, ganhamos equipamentos e bolsa durante todo o programa.  Além de curso de inglês e acesso à internet”, comenta o aluno da FMF, que recebeu como premiação o aporte financeiro de 4,5 mil dólares, além da possibilidade de contrato de exclusividade com o Spotify para a produção do podcast. “Apenas um episódio foi feito ainda”, completa.

Jornalismo

Para Maickson, o curso de jornalismo da Faculdade Martha Falcão, detentora da Agência Falcon, laboratório de comunicação, foi essencial para alcançar a premiação do Spotify. “A FMF foi onde eu consegui as técnicas do jornalismo que me foram muito importantes na construção de como da história em formato de áudio! Ferramentas literárias, construção do roteiro, entre outros”, finalizou o aluno.

Para o coordenador do curso de Jornalismo da FMF, professor Carlos Fábio, a premiação concretiza o esforço da faculdade em oferecer ferramentas acadêmicas eficientes aos acadêmicos.

“As conquistas de prêmios em âmbito nacional só reforçam a qualidade das ações desenvolvidas na graduação do curso e que, quando produzidas com criatividade e dedicação, os resultados aparecem. O aluno Maickson Serrão está na sua segunda graduação. É professor e transita na área de jovens líderes. Ele se capacita para usar os recursos da comunicação no ambiente que atua, ou seja, na educação e em projetos sociais”, disse o professor Carlos.

Spotify

O Sound Up é um programa do Spotify que já aconteceu nos Estados Unidos, Alemanha, Austrália e Reino Unido, e chegou pela primeira vez na América Latina. Ele aconteceu em duas fases: uma primeira etapa virtual e remota em agosto e setembro de 2020, seguido por uma experiência presencial imersiva em 2021.

O projeto foi gratuito e aberto para jovens negros ou indígenas entre 18 e 30 anos de todo Brasil. Todos os 20 candidatos do programa virtual receberam um gravador, computador, fones de ouvido e acesso à Internet. A inscrição dos candidatos se deu individualmente, e não como podcasts ou grupos, e uma das exigências é que eles deveriam, obrigatoriamente, morar no Brasil.

(*) Com informações da assessoria