“Eu quero uma foto sua no banho…”, diz secretário de Presidente Figueiredo para funcionária

O site teve acesso a um Boletim de Ocorrência registrado no dia 22 do mês passado, na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher, de assédio moral em que o acusado é o ex-vereador e hoje secretário de Turismo no município de Presidente Figueiredo, Alexandre Lins (ver documento no final da matéria)

De acordo com relatos da vítima no BO, que terá nome preservado para evitar represália, Alexandre Lins, tem pedido a ela fotos suas sensuais. A servidora informa ainda no boletim, que o fato vem se repetindo já há algum tempo.

Em uma das mensagens enviada via WhatsApp, Alexandre Lins diz: “Eu quero uma foto sua no banho bem sensual”. A servidora responde: “Eu acho que vc mandou a mensagem para a pessoa errada”.

O secretário de Turismo, não para por ai e ainda diz mais: “É para vc índia morena cor de jambo. Vc hoje dava uma capa de revista”.

A servidora, tentando se livrar do assédio do secretário, tido como homem poderoso na administração municipal, apela até para o fato de que ele tenha respeito com sua própria família e lembra a ele que ela tem namorado. “Vamos apagar as mensagens e fingir que nada aconteceu. Quando se trata de trabalho estarei sempre disposta a ajudar mais espero não passar mais por esse tipo de constrangimento”, acrescenta a servidora.

Alexandre Lins minimiza o que fez com um mero pedido de desculpas – como se tivesse cometido um erro qualquer, né mesmo gente? –  e diz que pegou pesado. “Eu fiquei animado com a reunião aí estrapolei (também assassinou a gramática, o certo é extrapolei) brincando estava tenso achava que a reunião ia ser brava”, diz o secretário, já disfarçando o assédio moral a servidora pública.

Mas, ainda existem outras denúncias contra Alexandre Lins e uma delas é do técnico em turismo, Anibal Júnior, afastado da secretaria por discordar das atitudes do secretário.

Anibal Júnior, teria sido afastado por Alexandre Lins e colocado à disposição da Prefeitura de Presidente Figueiredo por questões políticas. “Ele não exonera o Anibal porque ele é estatutário, mas conseguiu colocá-lo a disposição da prefeitura”, disse uma fonte do site, afirmando que Anibal Júnior, é um servidor essencial na Secretaria de Turismo, mas hoje descartado pelo secretário Alexandre Lins.

Contra outros servidores estatutários, que também divergem politicamente de Alexandre Lins, em que ele determina a participação deles em fiscalização na BR 174, estrada que leva até Boa Vista onde ficam até as 22h. “Não são atribuições de servidores da Secretaria de Turismo participar de fiscalização na BR, mas aqueles que não são da chamada panela do secretário são obrigados a irem, e isso é assedio moral”, acrescenta a fonte.

A reportagem tentou falar com o secretário Alexandre Lins a respeito das denúncias e do Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia da Mulher, pelo fone 9918x-892x, mas o celular estava fora da área de serviço.

Clique na imagem para ampliar