EUA afirmam que míssil norte-coreano não foi disparado de submarino

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) afirma que o míssil lançado pela Coreia do Norte, na quarta-feira (2), parece ter sido disparado de uma plataforma com base no mar e não de um submarino.

O porta-voz do Estado-Maior das Forças Armadas, o coronel da Força Aérea, Patrick Ryder, disse à imprensa nessa quinta-feira (3) que tudo indica que se tratava de um míssil balístico de curto a médio alcance.

Ryder disse ainda que o míssil teria sido lançado a partir de uma plataforma ao largo da cidade de Wonsan, no leste do país, e que sobrevoara cerca de 450 quilômetros de extensão, antes de cair no Mar do Japão.

Esta foi a primeira vez que os Estados Unidos divulgaram sua análise.

Ryder não esclareceu a posição americana sobre o tipo do míssil disparado.

O porta-voz do Pentágono, Jonathan Hoffman, informou que o secretário de Defesa, Mark Esper, falou por telefone com o secretário japonês, Taro Kono, no mesmo dia.

O porta-voz acrescentou que os dois chefes de Defesa concordaram que os testes norte-coreanos foram desnecessariamente provocativos e que o país deveria parar com essas mobilizações.