Evento no Amazonas reúne representantes dos Tribunais de Contas

O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) deu início, nessa quinta-feira (16), ao 8° Encontro Técnico de Gestão de Pessoas dos Tribunais de Contas do Brasil. O evento busca alinhar os conhecimentos dos TCs sobre a gestão de pessoas no serviço público, compartilhando experiências e ampliando a rede de contatos em busca de soluções conjuntas. A abertura contou com a presença de quase 200 representantes de todos os Tribunais de Contas do país.

“Alegro-me de ver aqui pessoas que sabem que é possível alcançar mudanças por meio da união e do alinhamento de ideias. Apesar de termos avanços tecnológicos na gestão pública, só poderemos alcançar a excelência por meio do conjunto entre as pessoas”, disse a conselheira-presidente do TCE, Yara Lins dos Santos.

Em seu discurso, o vice-presidente do TCE, conselheiro Mario de Mello destacou a necessidade de que as instituições, públicas e também as privadas, valorizem as pessoas. “As pessoas são o principal ativo das organizações, portanto precisam ser valorizadas. Não há possibilidade de falar de projetos e resultados deixando de fora o aspecto humano das instituições, sobretudo os órgãos públicos”, ressaltou o conselheiro.

Também durante a abertura, o conselheiro-presidente da Atricon, Fábio Túlio Nogueira, reafirmou o papel da Corte de Contas amazonense em realizar encontros que visam as instituições de boas práticas. “Queremos parabenizar a todos os presentes e vamos utilizar encontros como este como exemplo para novos encontros técnicos. Tenho certeza que, ao final dos trabalhos, teremos a certeza de que o conteúdo do encontro valeu a pena”, afirmou.

Ao agradecer o convite feito pelo TCE-AM para que participasse do evento, o presidente do IRB, Ivan Lelis Bonilha, parabenizou a presença do grande número de participantes no evento. “Temos orgulho de que temos neste encontro representante de todos os Tribunais de Contas do país, o que mostra o empenho das Cortes de Contas em avançar, especialmente sobre o tema de gestão de pessoas”, comentou o presidente do IRB, que é o órgão de inteligência dos Tribunais de Contas.

Também compuseram a mesa de abertura do evento o ouvidor-geral do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro e o conselheiro Júlio Pinheiro, o conselheiro do Tribunal de Contas de Minas Gerais (TCE-MG), Sebastião Helvécio, o conselheiro-substituto do Tribunal de Contas do Piauí (TCE-PI), Jaylson Lopes Campelo. A procuradora de contas Evelyn Freire de Carvalho representou o Ministério Público de Contas do Amazonas (MPC-AM).

O encontro iniciou o ciclo de palestras, debates e apresentações de cases com a palestra magna “Planejamento da Força de Trabalho”, ministrada pelo especialista em gestão de pessoas José Hipólito. Durante a tarde de hoje, o evento terá a apresentação do case “Programa de Desenvolvimento de Liderança, uma experiência do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul”, além de trocas de ideias, debates e a apresentação dos resultados do Marco Medição de Desempenho (MMD) da área de gestão de pessoas dos Tribunais de Contas do Brasil.

Coordenado pelo Departamento de Gestão de Pessoas (Degesp/TCE-AM), o evento reúne, quinta e sexta, servidores dos TCs participam de apresentações de cases de sucesso na área de gestão de pessoas, além de debates, rodas de conversa, apresentações culturais e palestras.

Segundo dia de evento

Nesta sexta-feira (17), durante o 2º dia do encontro, além de apresentações culturais e mais trocas de ideias, o evento terá a apresentação do Case “Dimensionamento da Força de Trabalho, uma experiência do Tribunal de Contas da União” e do case “Implantação de Gestão Por Competências, uma experiência dos Tribunais de Contas de Minas Gerais e Distrito Federal”.

Entre as rodas de conversas e workshops estão temas como a perspectiva do futuro do dimensionamento da força de trabalho com a utilização do Data-Analytcs, debates sobre o processo seletivo para cargos em comissão, além da consolidação dos trabalhos, antes do encerramento, entre outros.

Ao final do evento, os participantes enviarão uma carta de intenções à Atricon, contendo indicativos e sugestões de mudanças que possam beneficiar a atividade de gestão de pessoas nos Tribunais de Contas do Brasil.

Com informações do Departamento de Comunicação do TCE-AM