Ex-chefe da PF no Amazonas é citado como ”alvo a ser abatido” em conversa entre madeireiros

Foto:Reprodução

Destituído por Paulo Maiurino, diretor-geral da Polícia Federal (PF) do comando da PF do Amazonas, Alexandre Saraiva foi citado em mensagens, como “o alvo a ser abatido”, entre madeireiros investigados. Nas mensagens, é possível identificar o desejo dos madeireiros em ver o delegado fora do cargo.

A conversa aconteceu em 2 de setembro de 2019 entre o investigado Roberto Paulino e outro interlocutor, chamado Guga.

Paulino em conversa com Humberto Jacob de Barros, volta a falar de uma possível saída de Saraiva. Eles mencionam alguém chamado Júlio, que os ajudaria. “Tem que pedir para o Júlio tirar esse cara daqui. Urgente.”

As conversas integram o inquérito da operação Arquímedes, responsável pela apreensão de 444 contêineres com madeira ilegal.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, no domingo, 4, Saraiva criticou a atuação de Salles em favor de madeireiros alvos de outra ação da PF, a Handroanthus GLO, responsável pela maior apreensão de madeira da história do país.