Ex-cunhã poranga do Caprichoso, denuncia ex-marido por violência doméstica

Foto: Reprodução

Por meio das redes sociais, a ex-cunhã poranga do boi Caprichoso, Maria Azêdo, denunciou o ex-marido, o publicitário Bruno Guedes, por violência doméstica. De acordo com Maria Azêdo, ele também teria invadido o apartamento dela e levado alguns objetos do imóvel.

Nos stores compartilhados em um perfil na rede social, ela relatou o que tem vivido e postou uma foto que demostraria a agressão. Na legenda ela escreveu: “Ele disse que só foi um tapinha”.

Ainda conforme o relato da ex-cunhã, o casal está separado há algumas semanas e, em breve período que teve que se ausentar do apartamento, o ex-marido teria invadido o imóvel e levado um cachorro e alguns objetos eletrônicos.

“Ele está proibido de entrar no nosso condomínio, mas teve acesso a casa após pular a janela do quarto. Eu tenho medida protetiva, boletim de ocorrência contra ele por violência doméstica, Lei Maria da Penha. Nunca estaria falando aqui se não estivesse aflita”, contou, emocionada sobre a agressão psicológica que vem sofrendo, reforçando que todas as medidas para se resguardar foram tomadas.

Veja no link o desabafo de Maria Azêdo 

Versão do ex-marido

Também por meio das redes sociais, o ex-marido de Maria, o publicitário Bruno Guedes, fez uma live para responder as denúncias, afirmando que nunca agrediu a ex-esposa e que ainda a ama. “Nunca bati na Maria, pelo contrário, ela quem me batia. Ela postou uma foto, eu dei um ‘tapinha’ nela de quatro dedos na perna dela, mano pra que!”, disse no seu perfil da rede social.

Guedes ainda justifica na sua live que estava ali porque tinha sido exposto e por isso tinha que expor o seu lado. “Eu acho que todo mundo tem direito de se defender”, se posicionou, contrariando a denúncia de Maria Azêdo, assegurando que ela não tem provas (exame de corpo e delito) para comprovar que foi agredida.

Veja no link a versão de Bruno Guedes