Ex-diretora da Policlínica Zeno Lanzini é multada em R$ 957,5 mil pelo TCE-AM

TCE-AM julga 179 processos nesta terça-feira (11)

Foto:Divulgação TCE-AM

A ex-diretora da Policlínica Zeno Lanzini, localizada na Avenida Autaz Mirim, zona Leste de Manaus , Iolanda Silva Lira, foi multada em R$ 957,5 mil, pelo Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM). As contas da gestora em 2016 foram julgadas como irregulares durante Sessão Ordinária realizada na manhã desta quarta-feira (19).

Após apreciação das contas pelos órgãos técnicos da Corte e do Ministério Público de Contas (MPC), o relator do processo, auditor Luiz Henrique, decidiu multar a gestora em R$ 23,5 mil e considerá-la em alcance de R$ 934 mil.
Segundo o relatório apresentado, a ex-diretora do hospital realizou despesas sem previsão orçamentária, bem como não realizou processos licitatórios em contratações e compras da gestão.
A gestora também realizou compras de forma irregular, tendo adquirido materiais hospitalares e manutenção de equipamentos de forma fracionada 12 diferentes contratos. Os órgãos técnicos da Corte de Contas consideraram, além das irregularidades, falta de planejamento na gestão do hospital.
A gestora tem o prazo máximo de 30 dias para realizar o pagamento das multas ou recorrer da decisão proferida pela Corte.

Outros julgamentos

Ainda durante a 15ª Sessão Ordinária, foram julgadas as contas do ex-diretor da Fundação Televisão Rádio e Cultura do Amazonas (Funtec) em 2019, Oswaldo Jodas Filho. As contas foram aprovadas pelo Pleno, que destacou ressalvas para o gestor.
Segundo o relatório apresentado pelo auditor Mário Filho, a análise dos órgãos técnicos apontaram falhas no sítio eletrônico do órgão, que não possuí uma otimização adequada. Apesar da falha, as contas estiveram em acordo com as leis e o gestor não foi multado pela Corte de Contas.
(*) Com informações da assessoria do TCE-AM