Ex-gestor da Fundação de Saúde de Barcelos terá que devolver mais de R$ 1 milhão aos cofres públicos

O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM) determinou que ex-gestor devolva o dinheiro em 30 dias

ex-gestor barcelos

Foto: Divulgação

O ex-gestor do Fundo de Saúde de Barcelos (a 399 quilômetros de Manaus), no ano de 2016, Marcos de Lima Lopes, foi multado pelo Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), nesta terça-feira (14), em mais de R$ 1,27 milhão, após suas contas serem julgadas irregulares.

Relator das contas de Barcelos, o conselheiro Josué Cláudio apresentou relatório apontando diversas irregularidades cometidas por Marcos de Lima Lopes no exercício de 2016. Após análise dos órgãos técnicos, foi identificado que ele não divulgou publicamente as prestações de contas da área da saúde, bem como não enviou, mensalmente, a documentação necessária via sistema e-Contas.

O ex-diretor do Fundo de Saúde também deixou de apresentar diversas documentações necessárias em contratações de serviços para locação de barco; locação de veículos automotivos; de imóveis, e de materiais de expediente do órgão.

Pelas irregularidades, Marcos de Lima Lopes foi multado em R$ 13,6 mil, e considerado em alcance de R$ 1,6 milhão.

O ex-gestor tem 30 dias para devolver o valor aos cofres públicos ou recorrer da decisão proferida pelo Pleno da Corte de Contas.

(*) Com informações da Assessoria