Anúncio Advertisement

Ex-governador e sua mulher fizeram exame de corpo de delito e foram para presídio

O ex-governador cassado por crime eleitoral, José Melo, e a ex-primeira-dama e presidente do Fundo de Promoção Social do Estado (FPS), Edilene Gomes de Oliveira, foram levados por agentes da Polícia Federal até o Instituto Médico Legal (IML) para fazerem exame de corpo de delito e depois foram levados para os Centros de Detenção Masculino e Feminino, localizados no quilômetro 8 da BR-174 (Manaus-Boa vista).

Melo e a ex-primeira-dama ficaram o tempo todo de cabeças baixas e com as mãos nas costas. Tanto na entrada no IML quanto na saída ouviu-se xingamentos ao governador e sua mulher. Melo foi o primeiro governador do Amazonas a ser cassado por crime eleitoral e o primeiro a ser preso por corrupção.

Nessa quarta-feira (3), a juíza federal Jaiza Fraxe decretou a prisão preventiva de Melo e Edilene. Melo estava cumprindo prisão temporário desde o dia 31 de dezembro. Os dois são acusados de terem se beneficiado de um esquema criminoso na saúde pública que desviou mais de R$ 120 milhões.

A ex-primeira-dama foi presa após ser acusada pelo Ministério Público Federal (MPF) de destruir provas, além de perseguir e ameaçar testemunhas.