​Ex-prefeita de Novo Airão é investigada pelo MPF por não prestar contas de recursos federais

A falta de prestação de contas da ex-prefeita de Novo Airão (a 195 quilômetros de Manaus), Lindinalva Ferreira da Silva virou alvo de inquérito civil do Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM). Os valores são referentes aos recursos federais destinados à educação do município entre 2010 à 2013. A informação consta na publicação do Diário Oficial do MPF, desta terça-feira (14).

Segundo a portaria n° 19, assinada pela procuradora da República Bruna Menezes da Silva, a investigação vai durar um ano no município. Para abrir o inquérito civil, ela considerou o procedimento preparatório nº 1.13.000.000188/2018-10.

Na publicação, a procuradora explica que vai apurar, especificamente, à ausência de prestação de contas de recursos públicos repassados pelo “Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE), referentes ao ano de 2011; PDDE exercício de 2013 e, ainda, quanto aos Convênios n° 700052/2010 e n° 701260/2011”.

Confira a publicação na íntegra