Ex-prefeito de Urucará é preso em flagrante por estupro de adolescente

Foto: reprodução

O ex-prefeito de Urucará (distante 259 km de Manaus) e médico Cirurgião Antônio Taumaturgo Caldas Coelho, de 60 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Civil (PC) na segunda-feira (12), pelo crime de estupro contra um adolescente de 16 anos no município de São Sebastião do Uatumã (a 246 quilômetros de Manaus).

De acordo com a escrivã Maria Girlene Vasconcelos, da 44ª DIP (Delegacia Interativa de Polícia), o adolescente relatou que foi ao hospital do município para receber atendimento médico devido a uma dor no estômago e foi atendido por Antônio Taumaturgo.

O médico receitou ao adolescente alguns medicamentos que, segundo ele, estariam em um quarto de hotel onde ele estava hospedado. Após o rapaz ir até o hotel para buscar os remédios, por volta de 13h46, o médico cometeu o abuso sexual.

De acordo com Maria Vasconcelos, após o ocorrido, o adolescente registrou a denúncia na 44ª DIP e a polícia prendeu o médico. Taumaturgo negou a prática do crime, mas o exame de conjunção realizado no adolescente confirmou o abuso.

A PC informou que o adolescente recebeu apoio psicológico e social por parte de psicólogos, assistentes sociais e conselheiros tutelares. O médico foi autuado em flagrante por estupro e permanecerá custodiado na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça.

Na segunda-feira (12), a Prefeitura Municipal de São Sebastião do Uatumã divulgou nota de repúdio ao crime cometido pelo médico, que pertencia ao quadro de colaboradores da Secretaria de Saúde do Município (Semsa). O prefeito Jander Barreto disse que demitiu Antônio Taumaturgo.

“O prefeito Jander Barreto já solicitou ao setor responsável a imediata exoneração do mesmo, corroborando a idoneidade e moralidade pregada pelas Instituições Públicas, condenando quaisquer ilicitude que venham ser praticados por funcionários e terceiros. Que a Justiça seja feita”, diz trecho da nota divulgada.

O médico também estava atuando no hospital do município de Itapiranga (a 226 quilômetros de Manaus), conforme Decreto nº 042/2021, mas a prefeitura não se manifestou sobre o caso. A reportagem não conseguiu contato com a prefeita Denise Lima (Progressista).

Taumaturgo foi prefeito de Urucará entre os anos de 2004 e 2008. Em novembro de 2010, ele foi condenado por improbidade administrativa em denúncia do MPF (Ministério Público Federal) envolvendo dinheiro do Programa de apoio ao Transporte Escolar e teve os direitos políticos suspensos por 8 anos.