Ex-presidente da Assembleia de Roraima é preso sob acusação de mandar sequestrar jornalista (ver vídeo)

O mandado de prisão temporária foi assinado pela juíza convocada Graciete Sotto Mayor Ribeiro

Ele foi preso no escritório – Foto: Reprodução

Na tarde desta sexta-feira (01), a Polícia Civil prendeu o deputado estadual Jalser Renier (Solidariedade), ex-presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, durante a Operação Pulitzer II. Ele é suspeito de ser o mandante do sequestro do jornalista Romano dos Anjos, em outubro do ano passado.

O deputado estava em seu escritório político quando foi preso. O mandado de prisão temporária foi assinado pela juíza convocada Graciete Sotto Mayor Ribeiro, do Tribunal de Justiça de Roraima. A decisão atende a um pedido do Ministério Público do Estado. As investigações da Operação Pulitzer estão sob sigilo.

Em nota, a Promotoria informou que cerca de 70 policiais civis e militares, e agentes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) cumprem 4 mandados de prisão preventiva e 8 mandados de busca e apreensão na capital Boa Vista.

De acordo com o Ministério Público de Roraima, 7 prisões temporárias da primeira fase da investigação foram convertidas em preventivas. A Pulitzer I foi deflagrada em 17 de setembro. Até a noite desta sexta-feira, a defesa do deputado não se pronunciou sobre a prisão.

Veja o vídeo com o momento da prisão: