Ex primeira-dama cria o “Ronda da Nejmi” e sai pela cidade arrancando na marra as placas de propaganda de Braga

nejmi 2 identificada

Com a companhia de seu segurança pra lá de particular – os antenados leitores do Radar já entenderam tudo, né mesmo? -, cabo Paulo Gomes (foto de camisa verde), e de uma turma que acha que pode tudo, inclusive intimidar cidadão,  a  ex primeira- dama do Estado e esposa do candidato ao Senado, Omar Aziz, Nejmi Aziz (foto) foi denunciada ao Radar por moradores do residencial Petrópolis, que enviaram imagens para mostrar a ação de intimidação imposta aos eleitores que por livre escolha decidiram fixar placas do candidato ao Governo, senador Eduardo Braga, em seus partamentos. Nejmi chega junto com uma galera – que não é a tal de Galera Nota 10, projeto que seu marido criou pra ganhar a eleição em 2010 e que nem se ouve mais falar – onde conta com a atitude opressora de um policial militar que deveria estar no Ronda no Bairro, prestando serviço à população, que é quem paga seu salário, mas está à disposição de Omar Aziz, que nem ocupa mais função pública, assim como serve de guarda-costas da ex primeira-dama que, como diz a própria denominação, é “ex” alguma coisa, mas deveria preserver pelo menos o título de “dama” mantendo o refinamento e a civilidade no trato com os cidadãos da nossa terra.

Os moradores contam que a ex primeira-dama, e seu Ronda da Nejmi,  abordam as pessoas na rua, e até em suas prórias casas, e numa afronta a aos direitos e liberdades individuais, parte para “convencê-las” a arrancar as placas de Braga, e colocar as do governador e candidato à reeleição José Melo e de Omar, na base de ameaças veladas, e um discurso pra lá de intimidador, como se as pessoas tivessem obrigação de retirar as placas, ou estariam se colocando em confronto com ela, com seu marido, e com o Governo do Estado – esqueceu que nem ela, nem seu marido estão mais no poder, e mesmo se tivessem ninguém tem poder sobre as pessoa, só Deus.

Bom lembrar também, principalmente aos eleitores que estão enfrentando tal situação, que o fato de Melo estar nas placas de Omar, faz com que essa ação de sua “cabo eleitoral” Nejmi Aziz se caracterize como abuso de autoridade e comportamento inadequado a agente público. Essa ação resulta em cassação de registro de candidadura e inelegibilidade. Mas, isso se o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) quiser enxergar porque, o que parece, é que quando se trata do Governo de Melo, tudo pode, mas se fosse com qualquer um dos candidatos, principalmente com o principal deles, Braga, isso se transformaria em minutos num escândalo nacional, com a devida participação dos colunistas e blogueiros pagos a peso de ouro com dinheiro público. (Any Margareth) 

nejmi 6 identificada

nejmi4 identificada

 

nejmi 10

nejmi3 identificada

nejmi 9 identificada

nejmi 8 identificada

nejmi 7 identificada

nejmi 5 identificada