Exército soma esforço com Prefeitura no combate ao sarampo

O Plano de Intensificação do Combate ao Sarampo, iniciado pela Prefeitura de Manaus na última segunda-feira (16), ganhou o reforço do Exército Brasileiro neste fim de semana. Um total de 700 homens do Comando Militar da Amazônia (CMA) se dividiu em dez escolas municipais do bairro Jorge Teixeira, na zona Leste, que serviram como postos de vacinação para a população.

O Jorge Teixeira foi escolhido, por indicação da Prefeitura de Manaus, por ser um bairro populoso e com grande concentração de ocorrências de sarampo. A solicitação de apoio ao Exército Brasileiro (EB) veio logo após o município decretar situação de emergência, no último dia 3, como consequência do surto de sarampo.

“O Exército, dentro das suas possibilidades, sempre apoia essas campanhas de saúde. Estamos com um total de 700 homens que, além da vacinação, estão fazendo um trabalho de conscientização de casa em casa, para que as pessoas venham até os postos se vacinar, evitando o risco grave de contraírem o vírus do sarampo. Um trabalho em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde, onde dividimos a área de responsabilidade e estamos dando esse apoio neste final de semana”, informou o comandante do CMA, General César Augusto Nardi.

Além dos postos nas escolas, equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estão percorrendo casa a casa, tanto bairro Jorge Teixeira, como em conjuntos do bairro Cidade Nova e Novo Aleixo, na zona Norte, realizando uma “varredura” para analisar a situação vacinal dos moradores de bairros considerados prioritários por registrarem a maior incidência de notificações e/ou confirmações de casos de sarampo na cidade.

“As “varreduras” estão acontecendo de segunda a segunda nos bairros prioritários, fazendo avaliação de casa em casa. E, neste final de semana, ganhamos o reforço e apoio do Exército. O objetivo é vacinar o maior número de pessoas possíveis dentro da faixa etária de 6 meses a 49 anos. O sarampo é uma doença agressiva, que pode levar ao óbito, principalmente, as crianças”, destacou o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

A meta da prefeitura é que, até o fim do mês de agosto, as equipes tenham feito a avaliação da situação vacinal de 204.139 pessoas, em 110.198 imóveis, e a atualização da Tríplice Viral.

A universitária Jeane Castilho de Araújo, 31, já vacinou a filha e aproveitou também o ponto de vacinação na Escola Municipal Themistocles Gadelha para se imunizar contra o vírus.

“É muito importante nos prevenir, prevenir nossas crianças, temos que nos conscientizar de como isso é importante, porque o sarampo está demais, então temos que nos vacinar”, ressaltou.

O público-alvo são crianças a partir dos seis meses a adultos até 49 anos. Dados do Departamento de Informação, Controle, Avaliação e Regulação (Dicar) da Semsa estimam que a população nessa faixa etária seja de 724.028 pessoas e que, aproximadamente, 40% ainda não tenha sido imunizada contra o sarampo.