Experiência ou juventude? As opções de Mano para definir o Cruzeiro que pega o Fla

Com boa parte do elenco e com o técnico Mano Menezes mantidos de 2017 para esta temporada, o Cruzeiro tem uma base de time titular muito bem definida. Apesar disso, nada impede que o mistério seja acionado pelo treinador em determinadas ocasiões. Para o jogo contra o Flamengo, nesta quarta-feira, pelas oitavas de final da Libertadores, duas posições são os principais dilemas de Mano: a lateral direita e o ataque. Ambas as funções têm jogadores jovens e experientes na briga.

Na lateral, os concorrentes são Edilson, de 32 anos, e Lucas Romero, de 24. O primeiro, conquistou a Libertadores do ano passado com o Grêmio, mas tem sofrido com problemas físicos desde que chegou ao Cruzeiro. Ele ficou fora das últimas três rodadas do Brasileiro em função de um edema na coxa. Apesar da instabilidade física, foi importante em duelos decisivos na temporada, como na final do Campeonato Mineiro e no próprio jogo de ida contra o Flamengo.

Lucas Romero, por sua vez, é volante de ofício, mas fez 23 partidas – das 32 que disputou no ano – como lateral-direito. Apesar da pouca idade e da improvisação, diante do Santos, na ida das quartas de final da Copa do Brasil, por exemplo, foi o escolhido de Mano para iniciar o jogo, mesmo com Edilson em condições de atuar.

Assim como na ala, a briga no setor ofensivo é acirrada. Com Fred e Sassá lesionados, Barcos e Raniel têm sido as principais alternativas para o comando de ataque. O argentino, de 34 anos, foi contratado em julho e atuou como titular sempre que esteve à disposição. Iniciou bem a trajetória pela Raposa, mas já acumula oito jogos de jejum. Mesmo assim, tem sido a aposta de Mano para os confrontos decisivos de Copa do Brasil e Libertadores. Raniel, por sua vez, é cria da base celeste e, aos 22 anos, tem fama de “talismã”, por entrar no decorrer das partidas e fazer gols importantes. Balançou as redes adversárias oito vezes em 33 atuações na temporada.

Essas dúvidas permanecerão até momentos antes do jogo no Mineirão, que começa às 21h45 (de Brasília). Normalmente, o treinador não deixa a imprensa acompanhar as atividades na Toca nas vésperas de jogos decisivos, como aconteceu nessa segunda-feira.

O jogo de ida, no Maracanã, terminou com vitória cruzeirense por 2 a 0. Agora, o time de Mano pode até perder por um gol de diferença que ainda assim avança às quartas de final da Libertadores. Diferentemente do que ocorre na Copa do Brasil, os gols marcados fora de casa são critério de desempate na competição continental.

Fonte: G1