Explosão perto de mesquita em Cabul, no Afeganistão, deixa mortos, diz o Talibã

Foto: Bernat Armangue/AP

Uma explosão em Cabul, no Afeganistão, matou civis neste domingo (3), de acordo com uma publicação de Zabihullah Mujahid , um porta-voz do Talibã, em uma rede social.

A explosão aconteceu perto da entrada da mesquita de Edi Gah, segundo Mujahid. Ele não disse quantas pessoas morreram e nem se há feridos.

Inicialmente, nenhum grupo assumiu a autoria da explosão.

A explosão ocorreu na principal via do lado de fora da mesquita, onde estava sendo conduzida uma cerimônia para a mãe do próprio Mujahud, segundo a Reuters. Todas as vítimas são civis. Um dirigente do Talibã chegou a dizer à agência que ao menos duas pessoas morreram e três ficaram feridas.

Antes da saída das tropas dos Estados Unidos do país, os americanos fizeram um ataque por drone que, inicialmente, foi considerado um atentando. Semanas depois, os americanos reconheceram que havia sido um ataque.

Houve um atentado a bomba realizado pelo Estado Islâmico Khorasan (o braço afegão do Estado Islâmico, que é um rival do Talibã) nos arredores do aeroporto de Cabul no dia 26 de agosto.

Voo fretado para o Catar

Neste domingo, um voo fretado saiu do Afeganistão e foi ao Catar com 235 passageiros que serão abrigados provisoriamente no país da Península Árabe.

Esse é o quinto voo fretado que deixa o Afeganistão desde que as forças dos Estados Unidos se retiraram do país.

O Catar, um aliado dos EUA, virou um interlocutor importante entre os países do Ocidente e o Talibã.

A maior base militar americana no Oriente Médio está no Catar, e foi nesse país que ocorreram os diálogos entre o Talibã e governos dos EUA e de outros países desde 2013.