Facebook suspende Donald Trump por 2 anos

Foto: ANSA / Ansa – Brasil

O Facebook anunciou nesta sexta-feira (4) que o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump continuará suspenso da rede social até janeiro de 2023. O período de banimento corresponde ao primeiro dia de suspensão da conta, ocorrida em 7 de janeiro deste ano, um dia após a invasão do Capitólio por apoiadores do republicano.

Em nota, a rede social afirmou que “dada a gravidade das circunstâncias que levaram à suspensão de Trump, acreditamos que suas ações constituem uma séria violação das nossas regras e que merece a nossa maior sanção”.

“Ao fim desse período, avaliaremos se o risco à segurança pública diminuiu. Se determinarmos que o risco é ainda elevado, estenderemos a restrição por um novo período. Quando a suspensão for removida, haverá uma série de sanções que faremos no caso de Trump violar novamente as regras no futuro, incluindo uma permanente remoção de suas páginas e de suas contas”, diz a rede social.

Todas as grandes plataformas suspenderam Trump por conta das suas postagens e dos vídeos publicados no dia 6 de janeiro, em que ele incitava os manifestantes a invadir o Congresso. Naquele dia, os deputados e senadores estavam ratificando a vitória de Joe Biden nas eleições de novembro.

Pouco antes do início da sessão, o republicano pediu que os milhares de apoiadores que estavam vendo seu discurso fossem até o Capitólio. Em sua defesa, Trump disse que não queria que eles invadissem o prédio.

Após a decisão, o ex-presidente publicou nota em que diz que a decisão “é um insulto” aos seus milhões de eleitores. “O nosso país não pode tolerar mais esse abuso”, disse ainda.

Como forma de resposta, o republicano lançou um blog que pretendia ser uma “rede social” para seus seguidores, mas a plataforma foi encerrada no dia 2 de junho, cerca de um mês depois do lançamento, por falta de audiência e interação.