Fachin determina que MPF investigue ação no Jacarezinho

Foto: Ailton de Freitas / Agência O Globo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou que o Ministério Público Federal (MPF) investigue se a operação da Polícia Civil no Jacarezinho cumpriu a decisão da Corte, segundo a qual a corporação só poderia atuar nas comunidades em casos excepcionais. Na ação, deflagrada no dia 6 de maio e considerada a mais letal da história do estado, morreram 27 acusados de envolvimento com o tráfico de drogas e o policial civil André Frias.

Em voto de 71 páginas, feito durante julgamento virtual de recursos no processo, nesta sexta-feira (21/5), Fachin, relator da ação que contesta a letalidade policial, decidiu 11 medidas. Entre elas, a de que, em 180 dias, sejam instalados aparelhos de GPS nas viaturas policiais e nas fardas dos agentes. Além disso, que sejam disponibilizadas ambulâncias durantes as operações policiais. O ministro determinou ainda que o Conselho Nacional do Ministério Público avalie, nos próximos 60 dias, as mudanças no Grupo de Atuação Especializada em Segurança Pública (Gaesp) do Ministério Público do Rio.